Internacional

publicidade

Tubarões: veja 20 praias com ataques frequentes

As chances de ser atacado por um tubarão são relativamente raras, mas podem aumentar em alguns lugares
Foto: Getty Images

Tubarões encontram-se entre os animais mais temidos do planeta. As chances de ser atacado por um tubarão são relativamente raras, mas, em certos lugares, estatísticas e notícias deixam os turistas com receio, preferindo curtir o passeio na areia em vez de entrar na água. Confira 20 praias conhecidas por seus ataques de tubarão.

Confira, aqui, lista atualizada de praias com ataques frequentes de tubarões e veja fotos dos locais.

New Smyrna Beach, Flórida: situada no litoral nordeste da Flórida, a praia de New Smyrna Beach tem o maior número de ataques de tubarão por ano no mundo inteiro. Mas apesar das ocorrências com tubarões cabeça-chata ocorridos no local, New Sbyrna Beach nunca registrou mortes por ataques, apenas ferimentos.

Coffin Bay, Austrália: ataques de tubarão são relativamente frequentes no litoral da Austrália. Uma das áreas menos recomendáveis para mergulhar é a da península de Coffin Bay, no sul do país. É melhor para os turistas curtir as belezas de Coffin Bay, protegidas por um parque nacional, fora da água de suas praias paradisíacas.

Santa Cruz, Estados Unidos: o litoral norte da Califórnia é bastante frequentado por tubarões de diferentes espécies. Perto da cidade de Santa Cruz, é comum avistar tubarões-brancos, que chegam a atacar surfistas e banhistas. Em julho deste ano, tubarões atacaram um homem praticando caiaque perto de Santa Cruz.

Ilha Topsail, Estados Unidos: situada no litoral do estado de Carolina do Norte, a ilha Topsail é um dos locais com mais possibilidades de encontrar tubarões no oeste dos Estados Unidos. A ilha tem cerca de 50 km de belas praias muito procuradas por turistas durante o verão, apesar da presença de diferentes espécies, como tubarão-martelo e tubarão-tigre.

Fish Hoek Beach, África do Sul: as águas ao redor da Cidade do Cabo são conhecidas por sua grande quantidade de tubarões, entre eles, o temido tubarão-branco. Com aproximadamente 1,5 km de extensão, a praia de Fish Hoek Beach é uma das mais perigosas da área da Cidade do Cabo, com frequentes ataques a surfistas e banhistas.

Lyman Beach, Havaí: apesar de ter belas praias, uma linda natureza e ondas perfeitas para os surfistas, o Havaí oferece o perigo de dar de cara com tubarões. Na Big Island, a praia de Lyman Beach foi palco de diferentes ataques nos últimos anos que, acredita-se, teriam sido levados a cabo por tubarões-tigre, espécie mais comum no arquipélago.

Cancun, México: as praias de Cancun, no Caribe mexicano, são mais conhecidas por sua beleza e sua diversão do que por ataques de tubarão. Apesar de raros, alguns incidentes são registrados de tempos em tempos, como ocorreu com três turistas no ano passado.

Second Beach, África do Sul: situada no encontro do rio Umzivubu com o Oceano Atlântico, a cidade Second Beach tem um lindo visual de muita natureza em suas praias e arredores. Mas a área é famosa por ser uma das mais perigosas da África do Sul quanto a ataques de tubarões. A praia de Second Beach tem as piores estatísticas, com diversos ataques mortais, o mais recente deles no começo de 2012.

Boa Viagem, Brasil: a região de Recife é a que mais sofre com ataques de tubarão na América do Sul inteira. Em belas praias como a de Boa Viagem, mais famosa da cidade, turistas são alertados por cartazes que desaconselham a entrada na água para evitar encontros com os animais. A maioria dos incidentes no litoral do Recife acontece com tubarões cabeça-chata e tubarões-tigre.

Bolinas Beach, Estados Unidos: situada ao norte de San Francisco, Bolinas Beach tem ótimas ondas para os surfistas, mas oferece o perigo de encontrar com os perigosos tubarões-brancos. Para evitar ataques, o melhor coisa a se fazer é curtir o visual de fora d'água e dar um mergulho em áreas mais tranquilas.

Bondi Beach, Austrália: a praia de Bondi Beach é um popular ponto de encontro na cidade australiana de Sydney. Após 80 anos sem ataques, um surfista teve seu braço dilacerado por um tubarão-branco em 2010.  Apesar da raridade dos incidentes, é bastante normal avistar os animais no local.

West End, Bahamas: o Caribe tem praias paradisíacas que se encontram entre as melhores do planeta, mas também oferecem certos perigos a seus visitantes.  Apesar dos raros ataques, Bahamas tem uma abundante presença de tubarões, como tubarão-martelo e tubarão cabeça-chata. A área de West End, na ilha de Grand Bahama, é conhecida pelos mergulhadores e os numerosos tubarões-tigre.

Kahana, Havaí: protegida por um recife, Kahana é uma bela praia do noroeste da ilha havaiana de Maui.  Sem um histórico de ataques mortais de tubarão, a praia ficou fechada por alguns dias em junho deste ano depois que uma adolescente foi mordida por um tubarão-tigre enquanto brincava na água.

Ilha da Reunião: a ilha da Reunião é um território francês situado no Oceano Índico, ao largo de Madagascar. A ilha é um tradicional destino de férias com praias paradisíacas e natureza abundante, mas está vendo o número de ataques de tubarão crescer, preocupando suas autoridades. No último ano, três surfistas perderam a vida após serem mordidos por tubarões em praias da Reunião.

Gansbaai, África do Sul: cidade do litoral da África do Sul, Gansbaai é conhecida pela densidade de sua população de tubarões-brancos. Os visitantes aproveitam para mergulhar em jaulas e ficar frente a frente com os animais, mas evitam ao máximo entrar na água sem proteção, já que existe um amplo registro de ataques a humanos.

North Shore, Havaí: a região central do litoral norte da ilha de Oahu, conhecida como North Shore, atrai numerosos surfistas por suas enormes ondas. Mas este trecho da costa havaiana é também conhecido pela frequência de seus ataques de tubarão. O incidente mais recente ocorreu em abril deste ano, quando um surfista foi ferido sem gravidade por um tubarão-tigre.

Gold Coast, Austrália: o oeste da Austrália é reputado como um dos lugares mais perigosos do mundo quanto à presença de tubarões. A 100 km de Brisbane, a cidade de Gold Coast tem belas praias e recebe numerosos surfistas, principais vítimas dos ataques de tubarão na região.

Kosi Bay, África do Sul: perto da fronteira entre a África do Sul e o Moçambique, a área de Kosi Bay faz parte de uma reserva natural onde quatro lagos interligados desembocam no mar. No oceano, Kosi Bay tem uma forte concentração de tubarões cabeça-chata, especialmente agressivos nesta área.

Naama Bay, Egito: o litoral egípcio do Mar Vermelho é um destino muito apreciado por mergulhadores, com inúmeros corais e peixes coloridos. Em 2010, uma série de ataques de tubarões a turistas perto de Sharm el Sheikh chamou a atenção do mundo, advertindo sobre os riscos de nadar na região. Um dos ataques ocorreu em Naama Bay, um dos locais que reúne o maior número de tubarões.

Enseada da Caieira, Brasil: o arquipélago de Fernando de Noronha oferece algumas das praias e paisagens mais bonitas do nosso litoral. Mas entre as belezas naturais escondem-se, também, algumas surpresas. Em meio a dunas e piscinas naturais, a Enseada de Caieira é a praia mais perigosa de Noronha para a prática de mergulho, com uma grande presença de tubarões.

Andrés Bruzzone Comunicação