Pompeia abre a "casa dos amantes castos" para o dia de São Valentim

9 fev 2017
11h23
  • separator
  • comentários

A "casa dos amantes castos" da antiga Pompeia, que conserva um afresco no qual aparecem um homem e uma mulher se beijando em um banquete, será aberta ao público de 11 a 14 de fevereiro por ocasião da festividade de São Valentim, informou nesta quinta-feira uma fonte oficial.

Este espaço descoberto durante escavações no final do anos 80, abriu durante alguns meses em 2010, mas depois permaneceu fechado para permitir os trabalhos dos arqueólogos e sua restauração.

A Superintendência de Pompeia explicou em uma nota que sua abertura será uma ocasião única, um verdadeiro presente para os visitantes por ocasião de São Valentim, já que posteriormente começará a verdadeira restauração da "domus dei casti amanti", que deve ser concluída em 2020.

Nestes quatro dias, os visitantes da área arqueológica onde foi erguida esta grande cidade do Império Romano, sepultada pelas cinzas do vulcão Vesúvio no ano 79 d.C, poderão entrar em grupos de 20 pessoas para observar uma das "domus" mais emblemáticas.

Os especialistas explicam que esta casa pertencia a um padeiro da cidade, na qual vivia e trabalhava, já que um forno ainda está conservado, e que a importância do espaço se deve à conservação dos afrescos do "triclinium", a zona da casa na qual os antigos romanos desfrutavam de seus almoços e festas.

Os afrescos recolhem cenas de uma destas festas onde os convidados comem entre almofadas. Em um deles, é possível observar um casal que troca um beijo.

Os visitantes, além disso, poderão observar ao vivo o trabalho dos arqueólogos que estão se ocupando de recuperar alguns dos esqueletos das mulas que movimentavam o moinho de trigo, conservados sob as cinzas petrificadas.

Para sua reestruturação, serão utilizados 10 milhões de euros dos 105 milhões de fundos da União Europeia que foram destinados ao Grande Projeto Pompeia, de restauração desta área arqueológica considerada Patrimônio da Unesco.

Para observar os progressos na reconstrução e conservação deste patrimônio, chegou hoje a Pompeia a comissária para Políticas Regionais da União Europeia, Corina Cretu, que visitou algumas das "domus", incluída a dos "amantes castos", acompanhada pelo ministro da Cultura italiano, Dario Franceschini.

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade