Guia turístico morre atacado por crocodilos na África do Sul

Corpo do guia foi encontrado por seus colegas na reserva Le Bonheur Crocodile Farm

16 jan 2017
12h02
atualizado às 16h32
  • separator
  • comentários

Um guia turístico morreu ao ser atacado por crocodilos em uma reserva natural da África do Sul enquanto trabalhava em uma das balsas do complexo, informaram nesta segunda-feira os veículos de imprensa sul-africanos.

O incidente aconteceu neste fim de semana na reserva de Le Bonheur, situada na província de Cabo Ocidental, no sudoeste do país.

Segundo a polícia, que abriu uma investigação sobre o incidente, o corpo do guia foi encontrado por seus colegas, e alguns deles tiveram que receber tratamento psicológico.

Johan Burger, guia turístico, foi atacado por crocodilos e morreu na África do Sul
Johan Burger, guia turístico, foi atacado por crocodilos e morreu na África do Sul
Foto: @lebonheurcrocodilefarm/Facebook / Reprodução

Depois da morte, os donos da reserva suspenderam as visitas às balsas de crocodilos, que não serão retomadas até dentro de alguns dias.

Este complexo abriga mais de mil crocodilos e oferece a seus visitantes a possibilidade de ver os répteis debaixo d'água através de um vidro, ou mergulhar dentro de uma jaula ao redor destes animais.

O centro organiza também conferências, festas de casamento e de aniversário em suas instalações.

No Facebook, a Le Bonheur Crocodile Farm, emitiu comunicado:

"No sábado de manhã, por volta das 8h50, perdemos um colega muito querido em um trágico acidente fatal que ocorreu em uma de nossas lagoas de crocodilo no Le Bonheur Crocodile Farm. É um grande choque para todos os que trabalharam com ele e quem o conhece. Oferecemos nossas mais sinceras condolências à sua família e amigos.

Gostaríamos de emitir um sincero obrigado a todos que têm oferecido apoio. Este trágico acidente será devidamente analisado e Le Bonheur irá fornecer mais detalhes assim que puder.

Johan Burger: multi-talentoso artista plástico, ilustrador, paisagista, guia turístico, tornou-se membro da equipe do Le Bonheur em regime de tempo parcial como designer das áreas de visualização ao redor dos lagos de crocodilo no fim de 2015, e também como guia turístico na temporada de férias de dezembro. O seu vasto conhecimento e sua paixão por animais selvagens eram muito respeitados e valorizados por todos no Le Bonheur.

Johan era conhecido por seu vasto conhecimento em botânica e paisagismo. Durante as vezes que ele ajudou com guia, suas palestras informativas foram muito positivas, e acrescentaram conteúdo valioso para o tour guiado no lago de crocodilos.

Johan era amigo pessoal de muitos no Le Bonheur, e um mentor para aqueles que trabalharam com ele. Ele deixa saudade e carinho a todos que o conheciam. É difícil de imaginar o caminho a seguir sem ele; seus projetos e sonhos ainda vivem em nossas mentes. Somos gratos a tudo o que ele partilhou conosco e iremos honrar seu trabalho e sua ética em nossa vida diária".

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade