Cidade chinesa inaugura seu Festival de Gelo, um dos maiores do mundo

5 jan 2017
12h09
  • separator
  • comentários

O Festival de Gelo e Neve de Harbin, na China, um dos maiores do mundo, inaugurou nesta quinta-feira sua 33ª edição com centenas de esculturas, construções e atividades lúdicas distribuídas por aproximadamente 800 mil metros quadrados.

As esculturas de gelo, adornadas com luzes coloridas, atraem milhões de visitantes a essa antiga colônia russa situada no nordeste da China, que registrará neste fim de semana temperaturas de entre 9 e 22 graus negativos.

Este evento, que se transformou em uma das principais atrações invernais do país, tem como base o extenso parque Zhaolin, situado na margem sul do rio Songhua, que corta a cidade, e contará com esculturas de gelo em 21 praças, 32 ruas e em outros 56 pontos de interesse de Harbin.

Foram utilizados cerca de 180 mil metros cúbicos de gelo e 150 mil de neve para construir todas as estruturas que compõem este museu gelado.

Para a inauguração, foi organizada uma prova de natação nas gélidas águas do rio Songhua, na qual participaram cerca de 400 pessoas.

Nesta edição, o tema central das estruturas será "Harbin: uma joia sobre o gelo", e os turistas poderão desfrutar de colossais estátuas de gelo e neve no formato de templos, pagodes, palácios e budas.

Entre as atividades preparadas para os visitantes se destacam os espetáculos de luz e som sobre os edifícios de estética europeia da parte antiga da cidade.

Além disso, a organização do festival, que durará por volta de três meses, até que as temperaturas da primavera derretam as estruturas, convocou para esta edição uma competição de esculturas de gelo para estudantes universitários internacionais.

Para a edição de 2016 foi construído um castelo de 51 metros de altura, que se transformou na edificação mais alta e extensa - ocupava aproximadamente 2.800 metros quadrados - feita com neve e gelo da história.

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade