3 eventos ao vivo

Horóscopo

Fé: o segredo para abrir caminhos

KristinaJovanovic / iStock
10 jan 2017
13h53
  • separator
  • comentários

Gosto que o Apóstolo São Paulo coloque no mais alto a caridade (que ele chama de Amor). Mas, não vamos deixar de reconhecer e respeitar a força da fé.

A fé é um dom que ajuda as pessoas a passarem pelos momentos difíceis e pelas circunstâncias penosas, que sempre surgem na vida (geralmente, só para piorar, quando menos se espera).

Para superar muitas dificuldades, para ter algum alento ou esperança, é preciso ter fé. Quanto maior a perda, mais necessária é a fé. Por causa de sua importância, é possível afirmar que ela é um merecimento, que vem direto de Deus para aqueles que precisam enfrentar perdas, perigos e infelicidades.

A fé é como uma luz na escuridão. O ser humano que a tem, é aquele que, em geral, já nasce dotado dessa capacidade. Para ele, tudo tem a marca divina e ele, com sua fé, consegue entender e orar, buscando coragem e força, sem as quais não é fácil atravessar o período de angústia.

Como a fé é um merecimento, muitas pessoas nascem sem ela, por razões que fazem parte de qualquer carma pessoal, que possivelmente acompanha a pessoa há muito tempo, talvez mesmo numa vida passada, da qual não pode mais recordar.

Há pessoas, também, que durante a vida acabam por desenvolver uma fé, antes inexistente, e conseguem por um fim aos sofrimentos, desde que encontrem um espaço para ela, que é um dos únicos recursos que pode ajudar na superação dos problemas.

Sem fé não se conversa com Deus, nem se percebe que só Deus pode minimizar as perdas e dores pelas quais passamos. Afinal, como pedir ajuda de quem nem sequer acreditamos?

Procurar a verdade das coisas, observar a coincidência dos caminhos, é um bom primeiro passo para se entender como chegar a ter fé, aquela que transpõe todas as dificuldades, sendo tão forte que liberta o indivíduo de suas penas.

Vale a pena procurar, pois exemplos sempre ajudam, como o do homem que tinha um filho especial, mas não conseguia ter fé. A partir da falta dela, o homem sofria muito mais. Se ele tivesse, talvez, seu sofrimento fosse menor e, pode ser, que ele não recebesse o desafio, que era ter um filho nas condições que ele teve. Nesse caso, a falta de fé trouxe um longo sofrimento.

Quer saber mais sobre o trabalho de Marina Gold ou entrar em contato com ela, clique aqui .

Especial para Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade