1 evento ao vivo

Casa e Decoração

Flor artificial? Veja os 33 itens bregas de decoração

Reprodução

Forro de mesa de plástico, organizador de papel higiênico, sabonete em formato de fruta; confira lista de itens que já fizeram muito sucesso, mas hoje ninguém aguenta mais

14 jan 2015
11h56
  • separator
  • comentários

Assim como a moda, a música e as dicas de beleza, a decoração também tem seus momentos e se recicla de tempos em tempos. Tem anos em que o mesmo modelo de sofá é encontrado em quase todas as salas recém-reformadas, a mesma tinta pinta paredes e mais paredes, o mesmo tipo de luminária vende como água. E, para estas novidades entrarem em casa, itens antigos saem de cena sob o mesmo argumento: ficaram velhos, feios e ninguém mais quer.

Siga Terra Estilo no Twitter

Esses objetos ou modismos quando caem em desuso têm duas opções. A mais comum é serem consideradas bregas, cafonas, last season, fora de moda. Outra opção é cair nas graças de quem tem aquele espírito vintage e ganhar releituras que acabam virando bem-sucedidos exemplos de coisas kitsch – termo que exemplifica itens antes considerados baratos e de mau gosto que foram reciclados por questões artísticas ou sentimentais, deixaram de ser popular e passaram a ter status de cult, descolado, comum apenas para um pequeno e específico circuito de pessoas.

A diferença entre ser brega e ter um item retrô na sala de casa é pequena e depende só do contexto em que é usado. E quem vai decidir o que é bacana e o que é cafona? Só o bom (ou mau) gosto e muita (ou nenhuma) noção estética.  Ou seja, tudo depende da escolha do freguês!

Por isso, o Terra listou alguns itens que podem se encaixar nestas categorias. São coisas antiguinhas, que lembram casa de vó e que já existiam por aí quando você era criança. Elas foram febre em algum momento do passado e, por alguma razão, continuam decorando casas nesse Brasil, mesmo que a maioria das pessoas não aguente mais vê-los na frente. Confira e dê sua opinião:

1) Jarra de plástico em formato de abacaxi
Ela é um clássico! Ainda mais quando está cheia com aquele suco em pó de laranja que tem cor de abacaxi e gosto de caju. Dona Nenê, do seriado A Grande Família , é a rainha da decoração kitsch! (Reparem no porta guardanapo em formato de peixe feito de madeira. Quem nunca trouxe um desses da praia como lembrancinha para alguém?)

Foto: TV Globo / Reprodução

(Foto: TV Globo / Divulgação)

2) Pinguim de geladeira
Ícones da decoração de cozinha, eles são polêmicos: há quem ame e quem odeie. As pessoas que gostam, fazem até coleção. Mas para aqueles que não vão muito com a cara dos bichinhos vale dar uma segunda chance e conferir as releituras, como os pinguins com poses mais modernas (como na segunda foto), os feitos de tecido e até com o “corpo” estampado.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

(Fotos: Reprodução)

3) Suporte de cozinha
Estes ainda existem e, na verdade, versões deles estão cada dia mais populares com as cozinhas e os armários diminuindo e as paredes tornando-se espaços importantes. Mas ainda bem que este modelo específico deu uma sumida porque papel alumínio, filme plástico e papel toalha ficam melhor se guardados na dispensa ou bem escondidos, não?

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

4) Capa de botijão e filtro
Se o galão de água e o botijão de gás podiam passar desapercebido na cozinha, as capas feitas sob medida faziam com que todo mundo reparasse.  Os forros para botijão, principalmente, estavam esquecidos, muito por causa das normas de seguranças de armazenamento dos botijões em casa, mas eles voltaram com tudo depois da posse da Dilma Rousseff e os memes que tomaram conta da internet comparando a roupa da presidente com uma dessas capas de crochê.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

(Fotos: Reprodução)

5) Caminho de mesa
Como enfeitar a mesa da copa? Com caminhos de mesa nada básicos. Os modelos de crochê arredondados e até feitos de pedraria faziam, e muito, sucesso.

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

6) Forro de mesa de plástico
Para quem achava o caminho de mesa over, uma opção barata e fácil de manusear eram as toalhas de plástico das mais variadas estampas.

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

7) Jogo americano
Eles são úteis, mas podem virar um exagero fácil, fácil. Quem não se lembra daqueles feitos de material emborrachado, com pinturas extravagantes (tinha até com glitter) e arrematado com crochê nas bordas?

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

8) Kit de pia
Lixeira é indispensável numa cozinha. Mas usar até hoje joguinhos estampados que têm ainda recipiente para guardar detergente e bucha é um pouco demais.

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

9) Cesta de frutas
Se muitos arquitetos criticam flores artificiais, imagina o que eles dizem de frutas de mentira feitas de cera no centro da mesa da copa?

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

10) Copos com estampa
Copos de requeijão eram praticamente o item mais comum da cozinha, tanto que as peças com desenhos viraram motivo de colecionador e, em algumas casas, o pessoal não escondia o amor e eles eram expostas até na cristaleira. Ainda bem que a moda passou!

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

11) Pimenta em conserva
Alguns vasos enormes de pimentas em conserva de todas as cores às vezes lotam as pias de muitas cozinhas por aí. Mas, por mais bonitas que sejam e até darem um colorido na cozinha, é melhor recorrer aos pequenos e discretos para não correr o risco de exagerar.

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

12) Placas de madeira
Elas até são divertidas e podem, em alguns casos, combinar com espaços reservados para churrasco, mas se não combinam com sua cozinha, melhor deixar pra lá.

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

13) Porta papel higiênico
Outro grande clássico da decoração brega!  Seja de crochê, de tecido bordado, pintado e até caixinhas decoradas grudadas na parede, estes espaços para guardar papel higiênico extra dificilmente ficam bem na decoração, apesar de serem bem úteis às vezes.

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

14) Sabonetes decorativos
Sabonete é pra usar no chuveiro. Mas versões trabalhadas das barras feitas para decorar a pia e aromatizar o banheiro viraram febre. A moda fez a criatividade aflorar e haviam modelos de frutas e até formatos idênticos de brigadeiro e cupcake. O lado bom era que servia para dar aquela variada nos presentes de amigo invisível!

De uns tempos para cá, eles têm sido substituídos pelos difusores de aroma que também deixam o cheiro no ambiente mais agradável.

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

15) Tapetes de banheiro
Os decoradores ensinam que as toalhas de mão e pé devem combinar no banheiro e serem de preferência da mesma cor para não  “brigarem” entre si. Mas isso não quer dizer espalhar tapetes por todos os cantos, principalmente aquele ao redor e na tampa do vaso sanitário. Pode ter certeza que é uma moda que não valoriza em nada a apresentação do ambiente.

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

16) Banheiros coloridos
Ninguém tem saudade desses azulejos estampados e do vaso, do bidê (!) e da pia combinando, né? Este modelo de banheiro com certeza não é um dos itens de decoração antiga que entra para a lista de opções retrô.

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

17) Porta chave
Pendurar ganchos na parede servia para tudo, desde deixar as chaves sempre bem guardadas nos suportes artesanais até as mini estruturas feitas de ferro que ficavam no quarto ou na sala lotados com apetrechos como toalha, roupas, casacos, bolsas...

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

18) Lembrancinha da praia
“Fui para Bahia e lembrei de você”. Atire a primeira pedra quem nunca teve uma lembrancinha de praia na estante da sala? Tudo bem que a intenção de presentear é ótima, que o artesanato é importante nas cidades do litoral e que ir a estas feirinhas locais é parte do ritual de estar na praia, mas os decoradores agradecem que a moda tenha passado um pouco.

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

19) Tapete de pele
Verdadeiras ou falsas, manter a cabeça do animal em um tapete é de extremo mau gosto, não? Na foto, imagem divulgada na internet de tapete com a cabeça de um leão que era ostentada na sala da casa onde viveu o estilista Gianni Versace, em Miami.

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

20) Flor artificial
Aqui outro item polêmico. Tem gente que abomina os arranjos alaranjados de flores gigantes no meio da sala. Especialmente aqueles que têm ainda mini gotinhas nas folhas (tá lembrado?). Mas também tem quem goste.

Para este segundo grupo ou para quem quer dar nova chance às flores de plástico – até pela praticidade mesmo - arquitetos têm sugerido adaptá-las para arranjos pequenos, de preferência feitos só de folhagens ou de flores miúdas e claras e organizados em vasos de qualidade. Outro detalhe importante para não cair na cafonice é não deixá-las em exposição no meio do ambiente e sempre priorizar as opções mais discretas. E, claro, cuidado para a réplica ser a mais próxima possível da planta verdadeira.

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

21) Vaso com bolinhas ou gel
E não basta ter uma flor artificial, tem que colocar o arranjo em um grande vaso de vidro e enchê-lo com bolinhas coloridas ou de gel de várias cores diferentes.

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

22) Romero Britto
Aqui a polêmica é forte! A assinatura de Romero Britto arrecada US$ 80 milhões (aproximadamente R$ 214 milhões) por ano no mundo, mas, mesmo assim, ele é um dos artistas brasileiros contemporâneos mais odiados de todos os tempos. Mas claro que quem contribui em encher ainda mais esta cifra acha os desenhos do pernambucano um luxo até mesmo na decoração. Mas para quem faz parte do outro time, nada mais brega do que todas aqueles traços, cores e referências reunidos num mesmo quadro.

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

23) Almofadas
Crochê, tricô, cetim, fuxico e fotos de animais. Modelos de almofadas eram o que não faltava na sala.

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

24) Parede com textura
Há até quem goste, mas levar o grafiato dos muros para dentro de casa não cai mais bem aos olhos dos especialistas. Mesmo assim, houve uma época em que vários modelos de textura em paredes eram quase unanimidade em reformas e construções.

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

25) Esculturas de jardim
Aqui não faltam opções de ornamentos para jardins: branca de neve e os sete anões, flamingo, sapo, cogumelo, tartaruga, leão... Uma coisa é certa, os jardins já foram muito mais enfeitados.

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

26) Quadros
Escolher quadros para decorar a casa é das partes mais pessoais de qualquer decoração. Tem gente que acha pinturas de flores horríveis, cestas de frutas de péssimo gosto, desenhos de barquinhos são bregas, paisagens bucólicas meio deprês. E, claro, para todas essas essas opções tem quem aprove e os pendure com orgulho. No entanto, os trípticos e dípticos, aqueles que formam o mesmo desenho em telas separadas e encaixadas, estão mesmo bem caídos.

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

27) Luminárias de plástico
O reuso de materiais de plásticos são uma solução necessária para o fim destes materiais e, por um tempo, direcionar garrafas pet para produção artesanal de luminárias estava muito em alta. Com o tempo, o design acabou ficando ultrapassado e novos materiais sustentáveis foram agregados à decoração.

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

28) Coleção de porta-retratos
Os porta-retratos estão em baixa há um tempo, principalmente aquelas coleções gigantes que enfeitam mesas nas salas de estar.

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

29) Mapa mundi
Tudo bem que ter uma mapa do mundo à vista é um incentivo e um tanto para cair na estrada, mas aquele desenho perdido, sozinho, no meio da parede não é um artigo de decoração tão legal assim a não ser que se encaixe perfeitamente no contexto do ambiente.

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

30) Cortinas de bambu
A não ser que seja uma pousada pé na areia, uma casa total hippie ou uma decoração especial, estas cortinas com pedaços de bambu enfileirados que servem para separar os ambientes já eram.

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

31) Móveis de ferro
O combo aparador e espelho feitos de ferro enfeitava as salas e as entradas de casas e consultórios médicos com mais frequência do que gostaríamos.

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

32) Cadeira de fio
Quem nunca colocou uma cadeira dessas na calçada para ver o movimento da rua no fim de tarde não sabe de nada!

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

33) Quarto temático
Em um quarto infantil essa opção até passa, mas de um adolescente ou adulto fica demais, não?

Foto: Reprodução

(Foto: Reprodução)

Qual é seu estilo de decoração? Retrô, clean, despojado e mais Qual é seu estilo de decoração? Retrô, clean, despojado e mais

Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade