0

Casa e Decoração

Parede feia? Veja 8 tipos de revestimento para decorar

Divulgação

O revestimento deve combinar com a personalidade do morador e com o cômodo

21 jul 2015
11h56
atualizado em 24/7/2015 às 11h09
  • separator
  • comentários

Quer incrementar a decoração da casa, mas não sabe o que fazer? Que tal apostar em revestimentos nas paredes? Eles podem ajudar a dar personalidade aos ambientes com fibra de coco, madeira, couro, pastilha e papel de parede. No entanto, se quer investir em algo da moda , melhor mudar de ideia. Na opinião da arquiteta Evelin Sayar, não há revestimentos em alta ou baixa, eles devem simplesmente combinar com a personalidade do morador. “Normalmente, são caros e você não os muda de um ano para o outro. A opção escolhida vai ter que ter uma vida útil entre cinco e 10 anos”, comentou.

Cada cômodo tem que ter um cuidado específico na hora da escolha. “No quarto , não aconselharia a colocar um revestimento que traga a sensação de gelado ou na sala um revestimento em que você se raspe ou se machuque. Também não pode no banheiro um revestimento que mostre umidade. Na cozinha, tem que ter o cuidado com revestimento que não grude gordura”, detalhou Evelin.

A designer de interiores Ana Sanches aposta em cimentícios, painéis de madeira e papel de parede para sala. Ela ainda indica papel de parede para os quartos , pastilhas para os banheiros e, para a cozinha, pastilha, adesivos ou mosaicos.

Para quem tem medo de exagerar na quantidade de revestimentos e errar, uma dica é não abusar de texturas diferentes num mesmo ambiente. "Numa sala, fica pesado demais ter paredes com tipos de mosaicos diversos, cada parede de um jeito e nenhuma combinando com as demais”, comentou o arquiteto Ricardo Caminada, sócio da Díptico Design de Interiores.

“Numa casa de campo, por exemplo, fizemos uma parede de pedra e o resto pintura. Num quarto, já fizemos duas paredes de madeira demolição e o resto pintura. Usar um papel de parede liso ou uma pintura neutra é mais fácil de combinar com outro tipo de material mais marcante, mais forte, como a madeira de demolição”, ensinou Caminada. “Se for um cômodo social como sala, não aconselharia a colocar em todas as paredes. Dosaria em uma única parede e trabalharia com uma decoração complementar ao revestimento. Se for lavanderia, cozinha, banheiro, não tem regra, mas pode ser que fique melhor utilizar em todas as paredes”, completou o arquiteto Eduardo Bessa, daCactus Arquitetura.

A seguir, veja oito tipos de revestimento e escolha o que mais combina com a sua casa.

Papel de parede
Os pontos positivos do papel de parede são beleza e variedade, além de fácil limpeza, aplicação e remoção, na opinião da designer de interiores Ana. “Não pode colocar em área úmida, pois a cola solta”, lembrou o arquiteto Caminada. “Os mais resistentes são os vinículos e os mais sofisticados são aveludados ou até com Swarovski. Tome cuidado para não colocar papel de parede em lugares com o risco de rasgá-los, como onde se passa com malas, sacolas”, acrescentou a arquiteta Evelin.

Foto: Divulgação

O toque delicado da casa feminina repleta de cinza e branco ficou por conta do painel de papel de parede com rosas, disposto na sala de jantar. A proposta é da arquiteta Evelin Sayar. Informações: (11) 4991-6493.

Foto: Divulgação

Neste lavabo, Evelin Sayar apostou em algumas paredes pintadas de preto e outra com papel de parede estampado em branco e preto com textura. “O legal do papel é apresentar uma textura que, quando bate a luz, você consegue ver o relevo, o brilho”, comentou a arquiteta.

Foto: Divulgação

O quarto de criança conta com papel de parede estampado na parede maior, da Lilás Decorações. O projeto é da designer de interiores Ana Sanches. Informações: ana_snege@hotmail.com (designer de interiores) e (11) 4990-2424 /(11) 4316-6474.

Foto: Sidney Dol / Divulgação

A designer de interiores Adriana Scartaris investiu em papel de parede 3D, que dá a sensação de esferas de cobre com profundidade. Informações: (11) 3955-1661.

Foto: Pedro Abude / Divulgação

O quarto feminino ganhou toque delicado e sofisticado com papel de parede vinílico com aplicação de cristais Swarovski. A proposta é da designer de interiores Adriana Scartaris.

Foto: Divulgação

O papel de parede com estampa de jornais dá vida ao ambiente e delimita a área da cama tipo tatame, fazendo as vezes da cabeceira. O quarto de adolescente foi projetado pelas arquitetas Claudia Pimenta e Patricia Franco. Informações: (21) 2437-0323/(21) 3400-7050.

Foto: Henrique Ribeiro / Divulgação

A designer de interiores Silvana Borzi decorou o quarto do casal com tons suaves, incluindo papel de parede com estampa que remete a rendas. Informações: (11) 97179-8221.

Foto: Rogério Cajuí / Divulgação

No quarto proposto pelo designer de interiores Ricardo Lopez, o papel de parede na cor berinjela ocupa parcialmente a parede entre os nichos e acima da cabeceira. Informações: (11) 99293-6886.


Couro

O couro dá sofisticação ao ambiente. Os pontos negativos apontados pelos consultores são custo alto e manutenção mais difícil. “É um produto delicado, não dá para passar qualquer produto de limpeza”, comentou a arquiteta Evelin.

Foto: Divulgação

Que tal o fundo de prateleira em couro na cor laranja? É da Revestir, Revestindo Couros. Informações: (11) 3081-3723 / (11) 2693-5300 / (11) 9514-3701.

Foto: Divulgação

O painel de parede foi feito em couro pela Revestir, Revestindo Couros.

Foto: Divulgação

Para conferir sensação de aconchego e ar moderno ao quarto, a arquiteta Vivian Coser, da VCS Projetos, optou por revestir a cabeceira de couro. O material foi aplicado sobre marcenaria. Informações: (27) 3224-0391/(11) 94256-0144.

Madeira

A madeira traz aconchego aos ambientes e toque rústico. “Não dá para usar num ambiente molhado. Dependendo do local onde será instalada, pode precisar de uma manutenção numa periodicidade maior”, comentou o arquiteto Bessa.

Foto: Divulgação

A cozinha assinada pela arquiteta Bianca Da Hora conta com paredes revestidas em placas de madeira laqueada de branco e amarelo. Informações: (21) 98153-7917.

Foto: Divulgação

O destaque da sala de TV proposta pela arquiteta Bianca da Hora são as paredes revestidas em réguas de madeira.

Foto: Divulgação

A parede da varanda-bar ganhou destaque com placas de mosaico de madeira reciclada. O projeto é das arquitetas Claudia Pimenta e Patricia Franco.

Foto: Divulgação

O revestimento de madeira de reflorestamento trouxe aconchego à cozinha proposta pela designer de interiores Semara Brito. “Teca é uma madeira ótima para uso em cozinha, pois não absorve água e tem uma seiva que não permite apodrecimento”, comentou a profissional. Informações: (11) 97100-6984.

Foto: Divulgação

O escritório Ribeiro Interiores selecionou para cobrir a parede principal desta sala o mosaico de madeira natural tratada, da Mosarte. Informações: (48) 3345-3000‎.

Foto: Sidney Doll / Divulgação

Cimento queimado e madeira de demolição são os principais materiais da sala de TV proposta pela IBD Arquitetura e Interiores, com os arquitetos Bruna Turquiai e Italo Priore, e a designer de interiores Daniele Capo. Informações: (11) 3437-2463.

Foto: Divulgação

A arquiteta Evelin forrou as paredes do escritório com MDF. “É uma opção fácil de acabamento bom. Como o ambiente é apertadinho, o MDF ainda protege as paredes em caso de bater algum móvel”, comentou a profissional.

Foto: Divulgação

O quarto conta com MDF laqueado de branco aplicado na parede, criando efeitos geométricos. A proposta é da arquiteta Evelin Sayar.

Revestimento cimentício
É um acabamento mais rústico. “É de fácil limpeza, mas a colocação é demorada e precisa de mão de obra especializada”, disse a designer Ana.

Foto: André Santana / Divulgação

A sala de jantar idealizada por Sumaya Bichir tem parede com revestimento cimentício, também chamado de revestimento em concreto arquitetônico, da Castelatto. Informações: (11) 4416-6900

Foto: Divulgação

A sala de TV assinada pela arquiteta Marcella Leite conta com revestimento cimentício da Castelatto.

Pastilha
As pastilhas incrementam o visual de ambientes variados, como cozinhas, banheiros e áreas gourmet. Agrada a muitos pela variedade, incluindo madrepérola, vidro, inox. “É um produto versátil e é resistente para piso e parede. O ponto negativo é a maior quantidade de rejunte necessária”, disse Caminada.

Foto: Divulgação

A cozinha conta com pastilha vitrificada em tons de preto, marrom e cobre. “Ela pode ir atrás do fogão, porque é de fácil limpeza”, comentou a arquiteta Evelin, responsável pelo projeto.

Foto: Rafael Renzo / Divulgação

Nesta área gourmet compacta, assinada pelos arquitetos Claudia Alionis e Eduardo Bessa, da Cactus Arquitetura, a mistura dos estilos moderno e rústicos é o grande destaque, com madeira de demolição rústica, que contorna a coifa, e os mosaicos de inox da parede. Informações: (11) 3080-2230.

Foto: Divulgação

A pastilha de vidro amarela chama atenção na parede da varanda gourmet. A proposta da designer de interiores Adriana Fontana também conta com cadeiras e luminárias coloridas. Informações: (11) 2306-6051.

Coco
A fibra de coco é um material sustentável, como lembrou a designer Ana.  “Se limpar com o produto errado, a fibra de coco fica esbranquiçada. Também não pode pegar água”, comentou Evelin.

Foto: Divulgação

Nesta sala de TV, “a parede é, na verdade, a caixaria de escada do prédio. Por ser uma parede toda de concreto e muito mal acabada, precisava de um revestimento que tivesse uma textura grossa para esconder e, nesse caso, fizemos com pastilhas de coco, revestimento um pouco mais antigo, mas que ainda dá um resultado bom no projeto. Gosto de usá-lo quando você tem um tom um pouco mais rústico, mesmo estando dentro de um projeto totalmente moderno”, explicou a arquiteta Evelin.

Foto: Divulgação

A parede do lavabo recebeu pastilha de coco, sendo que a luz focada nela deixou o material mais impactante. A proposta é da arquiteta Cristiane Schiavoni. Informações: (11) 3649-4900.

Tijolo
Que tal incrementar o cômodo com tijolos? O resultado é rústico. Só tome cuidado para não dispô-los em uma parede próxima a um lugar onde se circula muito, para evitar que se arranhe ao passar ao lado.

Os moradores pediram uma decoração com estilo rústico e chique. O arquiteto Ricardo Caminada e a designer Daniela Berland Cianciaruso, da Díptico Design de Interiores, apostaram nos tijolos à vista nas paredes da sala. Informações: (11) 3051-3979.

Foto: Divulgação

O quarto do casal aposta numa mistura rústica, moderna e chique. Os tijolos de demolição foram cortados pela metade, ficando com uma espessura menor para poder revestir a parede principal, onde está a cama.  “Os tijolos aquecem e dão uma textura gostosa”, disse a arquiteta Ana Yoshida, responsável pelo projeto. As outras paredes foram pintadas de cinza. Informações: (11) 3477-7326.

Foto: Divulgação

O Studio GPPA, de Gustavo Paschoalim e Paulo Azevedo, apostou em parede revestida com tijolo de demolição e pintada de branco. Informações: (11) 96766-0077/(11) 98899-2440.

Ladrilho hidráulico

Foto: Divulgação

O toque a mais do projeto da designer de interiores Semara Brito ficou com o revestimento de ladrilho hidráulico estampado. “Por ser um revestimento muito resistente e ter um ar rústico, compõe muito bem com áreas externas ou gourmet. O ladrilho hidráulico está super em alta e traz um pouco o clima que lembra a casa das nossas avós”, opinou a designer.

Siga o Terra no Pinterest

Como decorar apartamento ou casa alugada Como decorar apartamento ou casa alugada

Ponto a Ponto Ideias

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade