Puebla

publicidade

Museu de Puebla mostra como era vida de freiras no século 17

Convento iniciou suas atividades em 1688, e hoje abriga o Museu de Arte Religiosa de Santa Mônica, em Puebla
Foto: Raul Pacheco-Vega/Creative Commons
 

A Igreja Católica desempenhou um papel importante na colonização das Américas, especialmente devido à atuação das suas ordens religiosas na conversão dos nativos. Além de padres e monges, missões femininas também chegaram ao continente com este mesmo objetivo. E é justamente isso o que mostra o Museu de Arte Religiosa de Santa Mônica. Localizado na cidade mexicana de Puebla, ele é um dos poucos do continente a revelar detalhes da vida religiosa feminina no Novo Mundo.

Instalado no antigo Convento de Santa Mônica, que se destaca por seus azulejos e ladrilhos em estilo barroco, o museu preserva os espaços usados pelas freiras, como cozinha, refeitórios, biblioteca, dormitórios e templo, entre outros. Por meio da visitação destes ambientes, é possível conhecer os hábitos das moradoras do local, bem como as regras a que estavam submetidas.

O covento iniciou suas atividades em 1688, quando aceitou 24 mulheres em suas dependências. No entanto, o lugar acabou desocupado em 1934, depois de passar por uma série de crises decorrentes das reformas religiosas e da Revolução Mexicana. Devido à sua importância artística e histórica, em menos de dois anos ele passou a abrigar o Museu de Arte Religiosa.

Puebla: conhea os destaques da vida noturnaClique no link para iniciar o vídeo
Puebla: conhea os destaques da vida noturna

A propriedade, que data do século 17, passou por uma profunda restauração antes da inauguração do museu, que hoje conta com dois pátios e 27 salas de exposição permanente. Além da história contida dentro de suas paredes, o local também conta com um dos mais importantes acervos de arte do México. São cerca de 3,5 mil peças, entre pinturas, livros, objetos, esculturas e móveis.

Um dos destaques fica por conta da série de cinco grandes pinturas a óleo que decoram uma das salas do museu. Com mais de três metros de altura cada, elas foram pintadas mais de 200 anos atrás por indígenas que se propuseram a retratar algumas passagens da vida de Cristo.

Serviço

Museu de Arte Religiosa
Avenida 18 Poniente, 103
+52 222 232-0178

PrimaPagina Terra Terra