PUBLICIDADE

Cancún

Arredores guardam vestígios da civilização maia

ver comentários
Publicidade

Praias paradisíacas e resorts cinco estrelas não são as únicas atrações que Cancún tem a oferecer. Quem quiser dar um toque de cultura à viagem pode aproveitar a visita ao sudeste mexicano para conhecer um pouco da antiga civilização maia.

A Península de Yucatán, onde Cancún está localizada, foi um dos centros dessa civilização e até hoje é possível visitar as ruínas de várias cidades-Estado maias que floresceram na região entre os séculos 3 e 16 d.C. O sítio arqueológico mais próximo da zona hoteleira é o de El Meco, que fica na região de Puerto Juarez, dentro da própria cidade de Cancún.

Um pouco mais longe, a 200 km de distância, fica a mais famosa cidade maia, Chichén Itzá, que em 1998 entrou para a Lista do Patrimônio Mundial da Unesco. Fundada provavelmente no século 9 d.C. e abandonada no século 13 d.C, foi um importante centro político e cultural da região nesse período. Entre as estruturas que formam o sítio arqueológico se destacam o templo de Chac Mool e a pirâmide de Kukulkán, que em 2007 foi eleita uma das Novas Sete Maravilhas do Mundo.

A 132 km de Cancún ficam as ruínas de Tulum, uma das mais bem protegidas cidades maias do período pós-clássico (séculos 10 a 16 d.C.). Situada a beira-mar, suas muralhas tinham cinco metros de altura por oito de largura e as construções mais notáveis do sítio arqueológico são o templo de Los Frescos e El Castillo, este último com uma grande escadaria e um local que servia para cerimônias de dança.

Perto dali, a 173 km de Cancún, encontra-se o sítio arqueológico de Cobá, cidade maia cujas ruínas hoje estão envoltas por uma densa floresta. Acredita-se que as construções desse antigo centro urbano ocuparam uma área de 75 km2 e que sua população tenha chagado a 50 mil habitantes. No local, ainda é possível encontrar um mirador, de onde os sentinelas observavam quem se aproximava da cidade, e um templo.

Por fim, quem estiver disposto a cruzar a Península de Yucatán, vai encontrar, na costa oeste, as ruínas de Uxmal, situadas a 360 km de Cancún. Na época, com uma população de 25 mil habitantes, Uxmal chegou a formar uma aliança política e militar com Chichén Itzá, tornando-se a cidade mais poderosa da região entre os séculos 9 e 11 d.C. Dentre as ruínas ainda se encontra a pirâmide do Adivinho, com quase 40 metros de altura.
 

Ruínas da antiga cidade maia de Tulum, localizada a 132 km de distância de Cancún
Ruínas da antiga cidade maia de Tulum, localizada a 132 km de distância de Cancún
Foto: Shutterstock.com
Fonte: PrimaPagina
Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade