publicidade

Passeio em Londres leva turistas aos cenários de 'Harry Potter'

Os visitantes se sentem parte do filme em meio aos cenários
Foto: Juliana Yonezawa / Especial para Terra
 
Juliana Yonezawa
Direto de Londres

A série do bruxinho mais querido da literatura e dos cinemas chegou ao fim, mas os fãs de Harry Potter ganharam um lugar para relembrar as cenas e seus personagens favoritos. No dia 31 de março será aberto ao público o estúdio onde foram gravados todos os filmes da série. A reportagem do Terra foi convidada para conferir a atração antes da abertura oficial.

O Warner Bros Studio Tour London fica em Leavesden, a 20 minutos de trem do centro de Londres, na Inglaterra. O tour, chamado The Making of Harry Potter, promete "enfeitiçar" os visitantes. Ele começa com um vídeo sobre como aquele ambiente marcou a vida de todos os envolvidos no filme, já que as gravações duraram uma década. "Esse estúdio foi nossa casa por 10 anos. É um lugar mágico para crescer", disse Daniel Radcliffe, que tinha apenas 11 anos quando começou a gravar como Harry Potter.

Cenários
Logo depois, os visitantes seguem para um dos principais ambientes do filme - o salão principal, que funcionava como refeitório e também era o local onde era decidido para qual escola os estudantes iriam.

Já neste primeiro cenário, os visitantes começam a se sentir parte do filme. "É mágico, tudo é muito perfeito. Amo essa série e me deu até vontade de chorar quando pisei aqui", disse o adestrador de cães Rodney Birch, da Califórnia.

Entre os sets de filmagens expostos também estão o escritório do professor Dumbledore, a cabana do gigante Hagrid, a sala comunal, a sala de aula onde os alunos aprendiam a fazer poções mágicas e o dormitório dos meninos, que foi usado desde o primeiro filme. Com o passar do tempo, os cinegrafistas tiveram que achar ângulos diferentes para gravar o quarto, já que os meninos cresceram e ficaram maiores do que as camas.

O ator Rupert Grint, que deu vida ao personagem Ronald Weasley, afirma que os sets têm vários pequenos detalhes que as pessoas podem nem ter notado enquanto assistiam ao filme, mas que agora vão poder ser apreciados.

A parte favorita da londrina Carolyn Andrews, de 11 anos, foi caminhar pelo Beco Diagonal (Diagon Alley). "Adorei passar em frente à loja de produtos de magia e também à loja que vendia corujas. Tudo é muito real e bem-feito", afirma.

Interação
Em alguns cenários, o público é convidado a fazer magia. Basta tocar na varinha mágica para ela fazer alguma ação como passar roupa, cortar cenoura ou tricotar um cachecol. Mas a parte mais interativa da atração é a sala onde os visitantes podem usar uma capa e andar na vassoura mágica de Harry, a Nimbus 2000. Eles ficam em frente a um fundo verde e aprendem como foram criados os efeitos especiais do filme. É o único local da atração onde é proibido tirar fotos, já que os próprios funcionários fazem isso e depois cobram 12 libras pela lembrança.

Figurino
Os figurinos originais e as perucas usadas nos filmes estão espalhados por todo o estúdio. Uma das peças que gerou mais curiosidade foi a capa invisível do personagem Harry Potter. Kate Wilson, de 8 anos, achou uma pena não poder experimentar.

Os segredos dos bastidores também foram revelados no workshop que explicava como foram feitas as animações e o design das criaturas.

Castelo
O grande final é a maquete do castelo de Hogwarts, que foi usado para gravar as cenas exteriores de todos os filmes da série. Ele foi inspirado na catedral de Durham e no castelo de Alnwick, ambos na Inglaterra. Oitenta e seis pessoas ajudaram a construir este castelo de quase 15 metros de diâmetro. Ele tem 2500 lâmpadas de fibra ótica instaladas para dar a ilusão de que há estudantes passeando pelos corredores.

Loja
O passeio termina em uma loja de lembrancinhas onde é possível comprar uniformes, capas varinhas mágicas, corujas de pelúcia e, claro, livros e DVDs do Harry Potter. Só para dar uma ideia de preço , a varinha custa 24,95 libras, o equivalente a 70 reais.

Serviço
O tour começa às 10h e vai até às 16h de segunda à sexta e das 10h às 18h nos sábados e domingos. Os ingressos custam 28 libras (80 reais) para adultos e 21 libras (60 reais) para crianças e precisam ser comprados antecipadamente no site www.wbstudiotour.co.uk.

Como chegar
Pegue um trem na estação Euston, em Londres, e desca em Watford Junction. O trajeto demora uns 20 minutos. O trem custa 9 libras (25 reais) ida e volta.

Da estação, há um ônibus especial que leva os visitantes até a entrada do estúdio. Custa 2 libras (5,7 reais) ida e volta. Uma corrida de táxi daria 10 libras (quase 29 reais). Para conferir horários, visite o site www.mullanysbuses.com.

Especial para Terra