Internacional

publicidade
15 de janeiro de 2014 • 16h39

Conheça 12 lugares para se apaixonar pela França

 

Já visitou a França? Foi uma, três ou 12 vezes? Conhece quantas cidades? Duas? Cinco? Quinze? Não importa o número de visitas. Nem mesmo se você mora ou morou lá. É bem provável que nunca acabe a quantidade de lugares lindos e únicos que este país oferece. Belezas naturais de tirar o fôlego, deslumbres arquitetônicos, epetáculos de cultura e história por toda O parte. Para onde você apontar no mapa francês, certamente achará um belo lugar para visitar. HostelBookers, o site especializado em hospedagem barata pelo mundo, lista 12 destes lugares para se apaixonar pela França. Confira:

1) Gorges du Verdon
Visualize a combinação: um rio de águas turquesas atravessando um gigante cânion, este rodeado de imponentes falésias de calcário que sediam, em seu topo, vastos campos de lavanda com visual cor de púrpura e suaves aromas. Ok, pode parar de sonhar acordado. Tudo isso e mais fazem do Gorges du Verdon, nos Alpes de Haute-Provence (sudeste da França), um dos mais belos parques regionais franceses.

2) Monte Saint-Michel
Icônica paisagem da França, a pequena aldeia de Mont-Saint-Michel situa-se no topo de uma ilha rochosa, e tem uma população estimada em menos de 50 habitantes. Já os visitantes passam de 3 milhões todo ano, especialmente por causa do fantástico mosteiro/abadia classificado como Patrimônio Mundial da UNESCO. Para aproveitar melhor o local, é recomendado informar-se sobre as condições das marés: na maré baixa, pode-se caminhar do continente para a ilha, enquanto que, se as águas sobem, o caminho de areia até o Mont-Saint-Michel é coberto rapidamente.

3) Castelos do Vale do Loire
Um banho de cultura e história da França ao longo do Rio Loire. Pelo menos 20 belos, majestosos e fascinantes “châteaux” (castelos ou palácios, dependendo da tradução) merecem uma visita, além de outros tantos menores “escondidos” em estradas paralelas. Maravilhas arquitetônicas, como os castelos de Chambord, Blois, Villandry, Chenonceau e Amboise, estão à disposição dos visitantes no Vale do Loire, reconhecido como Patrimônio Mundial da UNESCO.

4) Falésias de Étretat
Os belos e misteriosos penhascos que formam as falésias de Étretat, na região da Alta Normandia (norte da França) proporcionam uma das paisagens mais famosas e visitadas do país. Tamanha beleza, aliás, inspirou diversos artistas e escritores no passado – de Monet a Guy de Maupassant, ambos apaixonados pelo Porte d'Aval, o mais famoso dos três penhascos em forma de arco – os outros são Porte d'Amont e o Manneporte. Mesmo a pequena aldeia de Étretat (com cerca de 1.500 moradores) vale uma visita, com seu mercado medieval e as belas mansões e vilas antigas que compõem a inspiradora arquitetura da região.

5) Palácio de Versalhes
O que foi concebido, no século 17, como um modesto pavilhão de caça para Luís XIII, tornou-se um dos mais espetaculares “châteaux” do mundo. A oeste de Paris, o Château de Versailles é parada obrigatória para quem vai à França, graças à toda pompa, luxo e ostentação de seus aposentos. O prédio é mesmo espetacular, mas são os excepcionais jardins que ganham destaque especial. Criado por Le Nôtre, contém espaços como o Grand Canal, a Orangerie, o lago da Suíça, a Fonte de Netuno, a fazenda de Maria Antonieta, o Grand Trianon e o Petit Trianon, um mais lindo que o outro, e onde se podem gastar horas e até dias admirando.

6) Cidadela medieval de Carcassonne
A pequena cidade de Carcassonne, a 90km de Toulouse, existe desde o século 1 a.C., então uma cidade romana. Foi transformada em uma fortaleza no século 9 para defender-se contra os espanhóis. Seu espetacular conjunto arquitetônico medieval, cercado por 59 torres e barbacãs, está  inscrito como Patrimônio Mundial da UNESCO. Entre seus destaques estão a magnífica Basílica de St. Nazaire (São Nazário) e o Château Comtal (Castelo dos Condes). Foi renovada no século 19, e depois passou a receber visitantes. À noite, os muros da fortaleza iluminam-se e ficam mais belos, dando à cidade um charme único.

7) Ilha de Ré
Na costa oeste da França, uma pequena ilha ligada por uma ponte à cidade de La Rochelle, virou um famoso resort de férias na costa do Atlântico, atraindo celebridades como Johnny Depp e a Princesa Caroline de Mônaco. O lugar é mesmo um charme só, com ruas de pedras, boutiques, restaurantes, belas praias e um porto (La Flotte-en-Ré) repleto de simpáticos cafés e bistrôs. Destaque para Saint-Martin-de-Ré, a aldeia principal da ilha e seu centro administrativo, com seus fortes tombados como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

A pequena cidade de Carcassonne existe desde o século 1 a.C.
Foto: Rob Glover/Flickr

8) Reserva Natural de Camargue
Localizado entre a terra e o mar Mediterrâneo, no departamento de Bouches du Rhône, no sul do país, o Parque Regional de Camargue é uma região de rara beleza natural. Trata-se de uma zona úmida de importância internacional, com a maior população de flamingos da Europa. Cavalos selvagens e touros negros que passeiam pelos campos também são marca registrada de Camargue. O labirinto de canais, lagoas, dunas e canaviais é um paraíso para os ornitólogos e amantes da natureza em geral, que podem explorar a área a pé, de bicicleta ou a cavalo.

9) Vulcões de Auvergne
Bem-vindo à terra dos vulcões adormecidos, local dominado por montanhas e planaltos, Auvergne (ou Auvérnia), bem no centro da França, é daquelas regiões que desfrutam de uma paisagem única. Lá está o Parque Natural Regional dos Vulcões de Auvergne, o maior do gênero na Europa. O parque é lar de quatro maciços vulcânicos. Os vulcões mais jovens da região (cerca de 8.000 anos) formam a famosa Chaîne des Puys – destaque para o impressionante Puy de Dome. Tem ainda o parque temático Vulcania, que conta tudo sobre os vulcões e outros fenômenos naturais da Terra.

10) Marais Poitevin
O apelido já diz tudo: a “Veneza verde”. São dezenas de canais de água verde, numa área de pântano de 29 mil hectares de pântano, espalhados pelas regiões de Pays de la Loire e Poitou-Charentes. A cor dada pelos depósitos vegetais de álamos, salgueiros e caniços  dão ao Marais Poitevin uma cara única, aliada às vastas fauna e flora locais. É um verdadeiro refúgio para relaxar enquanto se passeia de barco pelos belos canais – há diversos piers para aluguel das pequenas embarcações, conduzidas pelos “gondoleiros”.

11) Porto de Honfleur
A pequena cidade portuária de Calvados, na Normandia, tem charme próprio e atrações variadas – a bela Igreja de Sainte-Catherine, com sua arquitetura peculiar em madeira; os museus e a forte expressão artística, com sua escola de arte tendo contribuído para o surgimento do movimento impressionista (nomes como Monet, Courbet e Boudin passaram por lá), etc.. Mas é seu porto que atrai mais visitantes: o “Le Vieux Bassin”, com suas casas estreitas e coloridas e telhados de ardósia, lembra Amsterdam, e é um convite ao romantismo. Um jantar no terraço de um bistrô desfrutando os tradicionais mexilhões da região ficará pra sempre na memória.

A pequena cidade portuária de Calvados, na Normandia, inspirou o surgimento do movimento impressionista
Foto: Romain Cloff/Flickr

12) Paris e seus monumentos
Como deixar a capital de fora da lista? Realmente impossível. Paris respira arte, cultura, história, arquitetura, tradição, beleza. Um sem fim número de monumentos faz a festa de qualquer visitante: do Museu do Louvre – uma antiga residência real, com sua pirâmide de vidro no pátio – às simbólicas Catedral de Notre-Dame e a Sacré-Coeur,  ao sempre imponente Panteão. Se a Torre Eiffel é o símbolo máximo de Paris, é no bairro de Montmartre que um café no fim de tarde terá um gostinho especial. Termine com um passeio noturno pela Pont des Arts, e irá entender porque Paris é uma das cidades mais visitadas do mundo.

<a data-cke-saved-href="http://turismo.terra.com.br/infograficos/paris-50-dicas/iframe.htm" href="http://turismo.terra.com.br/infograficos/paris-50-dicas/iframe.htm">veja o infográfico</a>
Hostelbookers Hostelbookers