Conheça 10 destinos para fugir da tecnologia

14 mai 2013
08h37
atualizado às 08h41
  • separator
  • 0
  • comentários

Esqueça Facebook, Twitter, e-mail. Na época dos wireless, tablets e smartphones pode parecer difícil se imaginar desconectado, mas é exatamente essa a proposta de alguns resorts que oferecem isolamento e descanso. Conheça 10 lugares para você se refugiar com muito conforto, listados pelo site CNN Travel.

Fairmont Kenauk, Le Chateau Montebello, Quebec, Canadá
Os chalés do Fairmont Kenauk não contam com eletricidade, aqui todos os equipamentos são alimentados por energia vinda dos painéis solares. Também não há sinal de celular ou televisão, apenas um rádio para emergências. Por isso, os hóspedes podem se dedicar tranquilamente a caça, pesca, canoagem, caminhadas, fotografia e outras atividades em contato com a natureza local. A diária custa a partir de R$ 443.

Casa de las Olas, Tulum, México
Localizado a 16 km ao sul de Cancun, este hotel de cinco suítes de frente para o mar mexicano é um retiro de reabilitação para viciados em tecnologia. O estabelecimento é ecológico e usa apenas energia solar. Equipamentos eletrônicos como secadores de cabelo são vistoriados na entrada do hotel. O Wi-Fi é liberado apenas na área comum para quem realmente precisa, mas não há televisores, telefones ou ar-condicionado no local. Em troca, os hóspedes possuem sua própria praia privada e podem explorar cavernas, nascentes de água doce e o segundo maior recife de coral do mundo. A diária custa a partir de R$ 364.

<p>Com piscina privativa o resort é um retiro longe do mundo digital</p>
Com piscina privativa o resort é um retiro longe do mundo digital
Foto: Reprodução/Facebook
Jade Mountain, Santa Lúcia, Caribe
Os quartos deste resort na ilha caribenha de Santa Lúcia são um verdadeiro santuário com vista panorâmica para uma paisagem inesquecível. Eles não oferecem relógios, telefones, internet ou televisão, mas possuem piscinas privativas com borda infinita. Falar no celular em público não é permitido no local. A diária custa a partir de R$ 2.172.

Amankora, Butão
Os chalés do Amankora estão espalhados por vales no reino himalaio do Butão. As acomodações de luxo oferecem tranquilidade na forma de spa rodeado de natureza. Não há televisão e o acesso a internet e celulares é limitado ou inexistente. O detox digital também pode incluir atividades budistas como caminhadas espirituais, visitas a mosteiros, meditação e orações acompanhadas por monges. Diárias a partir de R$ 1.565.

Three Camel Lodge, Mongólia
Chegar a este isolado acampamento no deserto de Gobi acampamento é um pouco complicado - um voo fretado seguido por um voo de uma hora em avião a hélice e uma hora e meia de carro, mas uma vez lá, o mundo conectado pode ser rapidamente esquecido. Protegido por um complexo vulcânico de 54 milhões de anos, o hotel possui 50 luxuosos gers, tendas nômades tradicionais que utilizam energia solar e eólica. As atividades típicas do local são as aventuras selvagens como expedições para avistar pássaros e escavações de fósseis de dinossauros. Não há internet, TV ou sinal de celular, apenas um telefone por satélite e um gerador reserva, usado principalmente para manter a cerveja gelada. Diárias a partir de R$ 364.

<p>SEm tecnologia o resort oferece contato direto com a natureza com muito luxo</p>
SEm tecnologia o resort oferece contato direto com a natureza com muito luxo
Foto: Divulgação
&Beyond Mnemba Island, Zanzibar, Tansânia
Esta ilha privada é um paraíso livre do mundo digital, com praias de areia branca, e atividades como mergulho, snorkeling, nadar com golfinhos e jantares de praia privada. Não há televisões, apenas entretenimento á moda antiga com uma pequena biblioteca com livros e revistas e jogos de tabuleiro. Diárias a partir de R$ 1.596.

Travaasa Hana, Maui, Havaí, Estados Unidos
Este refúgio havaiano está localizado no lado menos turístico de Maui, na comunidade rural de Hāna em meio a colinas verdes e palmeiras. O hotel está livre de rádios, relógios, internet e televisões e possui belas varandas, que funcionam como salas ao ar livre. O resort também oferece oficinas de dança hula e ukulele. Diárias a partir de R$ 758.

Greyfield Inn, Cumberland Island, Georgia, Estados Unidos
Este retiro insular é pouco desenvolvido, livre de multidões e desconectado das mídias sociais. O acesso para a ilha privada é limitado. A mansão de quatro andares do século 20 se transformou em um hotel de 16 quartos, que recebe hóspedes que curtem a vontade os 29 km de praias vazias. A única conexão com o mundo exterior é um rádio para emergências. Diárias a partir de R$ 858.

Arkaba Station, Austrália
O resort oferece uma desintoxicação de tecnologia única. Situado em um terreno de 60 mil hectares, o hotel de cinco quartos não oferece televisão, telefone, internet e nem minibar. Os cômodos possuem uma garrafa de água da chuva, um livro sobre os pássaros australianos e binóculos para avistar a vida selvagem. Diárias a partir de R$ 1.596.

Turtle Island Resort, Fiji
Esta ilha do Pacífico Sul é um paraíso natural longe da tecnologia. O resort é alimentado por energia solar e não possui rádios, televisores, Wi-Fi ou telefones. O local recebe apenas 14 casais por vez e oferece isolamento o suficiente para que eles possam viver sua própria versão da Lagoa Azul, já que o espaço serviu como cenário do filme. Os hóspedes podem usufruir de praias privadas de areias brancas, passeios a cavalo no nascer do sol e espreguiçadeiras para esquecer o mundo exterior.  À noite, a equipe do hotel canta belas músicas locais para entretenimento dos hóspedes. Diárias a partir de R$ 5.048.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade