Vida e Estilo » Turismo » Brasil » Centro-oeste do Brasil » Centro-oeste do Brasil

 Mergulhe em Bonito, o paraíso das águas

Comentários
 
No rio Sucuri, é possível praticar a flutuação em uma das três águas mais cristalinas do mundo. Leia mais  . Foto: Marcos Leonardo/VisitBrasil/Divulgação

O rio Sucuri é ideal para a prática da flutuação
Foto: Marcos Leonardo/VisitBrasil/Divulgação

Centenas de cachoeiras, lagos, rios, grutas e paredões rochosos fazem a cidade de Bonito, em Mato Grosso do Sul, ser conhecida como paraíso das águas. Até janeiro, a visita ao local é ainda mais sensacional devido à presença do sol, que faz com que as águas fiquem mais azuis e transparentes.

» Veja mais fotos
» Siga o Vida e Estilo no Twitter
» vc repórter: mande fotos e notícias
» Chat: tecle sobre a notícia

São três os principais rios de água cristalina na região: Baía Bonita, Prata e Sucuri. Neles, há uma enorme variedade de vida aquática, que pode ser contemplada pela prática de flutuação - com roupas de neoprene e snorkel - ou mergulho com cilindro. Você vai se deparar com mais de 40 espécies de peixes e muitas plantas.

As cachoeiras também são belíssimas. Devido à grande quantidade de calcário nas rochas, troncos e folhas, o aspecto da água se torna peculiar e interessante. Na Serra da Bodoquena, região onde está situada a cidade, a rocha calcária permeia todo o complexo hídrico, dissolvendo o mineral nos rios. Esse tratamento natural é o que deixa a água tão transparente.

Além disso, há mais de 80 cavernas na região, algumas inundadas total ou parcialmente. Estalactites, cortinas e estalagmites conferem a elas um aspecto de santuário, de catedrais góticas. A impressão que se tem é que o arquiteto espanhol Antonio Gaudi se inspirou em Bonito para conceber suas obras.

Éden submarino
A cidade é um dos melhores destinos de ecoturismo no Brasil. Aqui, as principais atividades são o mergulho em caverna, rapel, trekking, cavalgada, motocross, rafting e passeios de bicicleta. Bonito atrai não apenas pela ecologia e beleza dos atrativos turísticos, mas também pela organização e qualidade dos serviços.

São mais de 4 mil leitos, entre hotéis e pousadas, e o turismo ocorre de forma sustentável, com exploração responsável da natureza. Os passeios são todos obrigatoriamente acompanhados por guias credenciados e a pesca é proibida nos rios da região. Porém, a maioria das atrações estão localizadas em propriedades particulares, as trilhas passando pelas cachoeiras, os passeios de bote nos rios e o mergulho com cilindro em rios, lagos e cavernas.

No rio Sucuri, é possível praticar a flutuação em uma das três águas mais cristalinas do mundo. Se passar pela cidade até janeiro, a Gruta do Lago Azul é parada obrigatória, com sua água azul e espeleotemas (formações rochosas em cavernas) - nessa época do ano, ela fica ainda mais bonita.

Bote e rapel
O passeio de bote pelo rio Formoso também é uma aventura imperdível, por ser um dos mais límpidos do mundo. Suas pequenas cachoeiras e quedas d'água dão emoção ao tour, que pode ser feito inclusive por crianças. Outra experiência única é flutuar na nascente do rio Olho d'Água. Na Trilha do Mirante, magnífica, o guia apresenta a história de Bonito.

Se sua intenção é fazer rapel, a Boca da Onça é um dos lugares mais radicais, com 90 m de altura e desembocando no cânion do rio Salobra. Outra opção é o Abismo Anhumas, que possui uma fenda na rocha de 72 m e termina em um lago de água cristalina. E, no Ibirapê, o rapel é feito em árvores gigantescas e pode ser finalizado com chave de ouro: um banho em uma linda cachoeira.

Especial para Terra