Vida e Estilo » Turismo » Turismo

 vc repórter: Museu Casa Benjamin Constant é refúgio no RJ
17 de fevereiro de 2010 12h07 atualizado às 16h28

Comentários
 
O Museu Casa Benjamin Constant fica na rua Monte Alegre, no bairro Santa Teresa  » Leia mais . Foto: Andreia Dantas/vc repórter

O Museu Casa Benjamin Constant fica na rua Monte Alegre, no bairro Santa Tereza
Foto: Andreia Dantas/vc repórter

O Museu Casa Benjamin Constant, localizado no número 255 da rua Monte Alegre, em Santa Teresa, no Rio de Janeiro (RJ), é um dos refúgios pouco conhecidos pelos cariocas e turistas que visitam a capital. Com uma ampla área verde de 10,5 mil m², o local recebe constantemente eventos e abriga peças do acervo pessoal do fundador da República brasileira.

» Veja mais fotos
» Siga o vc repórter no Twitter
» Siga o Terra no Twitter
» vc repórter: mande fotos e notícias

"A área verde faz do lugar um ótimo refúgio para o calor do Rio de Janeiro", afirma a moradora Andreia Dantas. Além do mobiliário, objetos e obras de arte retratam o estilo de vida do final do século 19 e início do século 20, época em que Benjamin Constant viveu. Eventualmente, peças infantis, exposições e programas educativos também integram a programação.

Disseminador do positivismo, o militar participou da Guerra do Paraguai, foi professor, astrônomo, doutor em matemática e ciências físicas. Teve grande influência na instituição da frase "Ordem e Progresso" na Bandeira Brasileira. Deixou a política, após se desentender com Marechal Deodoro da Fonseca.

Foi o terceiro diretor do Instituto dos Meninos Cegos, criado por Dom Pedro II em 1854, com o intuito de garantir ao cego o direito à cidadania. Como homenagem, desde 1891 o local é chamado de Instituto Benjamin Constant. Hoje é um centro de referência para questões da deficiência visual.

Benjamin Constant Botelho de Magalhães morreu em extrema pobreza no dia 22 de janeiro de 1891, em Jurujuba, Niterói (RJ).

Em 1982, o Museu Casa Benjamin Constant foi incorporado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional do Ministério da Cultura. O horário de funcionamento é de quarta-feira a domingo, das 13h às 17h. Aos domingos, a entrada é franca. Os interessados também podem fazer visitas orientadas com marcação prévia.

A internauta Andreia Dantas, do Rio de Janeiro (RJ), participou do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui.

vc repórter
vc repórter