Turismo

publicidade

Conheça os 20 locais sagrados mais visitados do mundo

Conheça 20 locais sagrados pelo mundo
Foto: Getty Images
 

A revista americana Travel + Leisure listou os 20 lugares sagrados mais visitados do mundo. Segundo a publicação, milhões de pessoas de todo o mundo viajam até igrejas, templos e santuários em busca de enriquecimento cultural e espiritual.

Enquanto cada religião possui suas datas sagradas, de acordo com a revista, esses locais históricos podem ser visitados a qualquer momento do ano por turistas que querem saber mais sobre arte, história e tradições culturais.

Conheça a lista dos 20 locais que mais inspiram turistas e devotos por todo o mundo:

1. Santuário Meiji e Templo Sensoji, Tóquio
Visitantes por ano: 30 milhões
Construído há 100 anos em homenagem ao Imperador Meiji e à Imperatriz Shoken, o Santuário Meiji Shinto é cercado por uma floresta sagrada com mais de 100 mil árvores e um belo jardim. Erguido em 628, o Templo Sensoji, também em Tóquio, é dedicado a Bodhisattva Kannon, o Buda mais compassivo, e possui iluminação especial durante as noites.

2. Templo Kashi Vishwanath, Varanai, Índia.
Visitantes por ano: 21,9 milhões
A construção com duas cúpulas douradas ficam lado a lado com o lado oeste do rio Ganges e, com ele, é um dos locais mais sagrados para o Hinduísmo. Os fiéis chegam ao local para tomar banho nas águas e purificar sua alma, diminuindo as chances de reencarnação.

3. Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe, Cidade do México
Visitantes por ano: 20 milhões
A Antiga Basílica, finalizada em 1709, é contrastada pelo novo edifício, construído na década de 1970, e lembra uma arena de esportes. Na verdade, ela foi desenhada para abrigar 50 mil pessoas que chegam em massa para ver uma imagem da Virgem Maria que, diz a história, apareceu em um avental no século 16.

4. Templo Tirupati Tirumala Devasthanams, Andhra Pradesh, Índia
Visitantes por ano: 18,2 milhões
Uma corrente hindu chamada Vaishnavism, que enfatiza a igualdade e o amor, começou esta grandiosa construção, provavelmente há 1,2 mil ano. Lendas mencionam a área e muitos peregrinos e visitantes ainda aparecem para conhecer ou venerar muitos templos locais e estátuas.

5. Catedral de Notre Dame, Paris
Visitantes por ano: 13,6 milhões
A atração mais visitada na França quase não tem espaços sem estátuas de santos e anjos, magníficos vitrais com histórias bíblicas ou símbolos geométricos representando o infinito e o finito. Tendo sido renovada diversas vezes desde a sua abertura, em 1345, a catedral é hoje um local de devoção e uma galeria de arte.

6. Basílica de Sacré Coeur, Paris
Visitantes por ano: 10,5 milhões
Druidas, gauleses e romanos que veneravam seus deuses, Mercúrio e Marte, escolheram está colina estratégica para construir seus templos. A basílica branca, feita no século 19 no estilo romano-bizantino, repousa no topo da Colina dos Mártires com a intenção de purificá-la de um passado violento enquanto encanta os turistas com uma vista panorâmica de Paris.

7. Templo Naritasan Shinshoji, Chiba, Japão
Visitantes por ano: 10 milhões
A proximidade com o Aeroporto Internacional de Narita faz do Templo Budista Esotérico Shingon, fundado em 940, uma parada fácil para os turistas. Pagando uma taxa, videntes prometem revelar o futuro para os visitantes, que podem também aproveitar alguns dos rituais tradicionais que acontecem todos os dias para o deus do fogo, homenageado no templo.

8. Santuário Tsurugaoka Hachimangu, Kanagawa, Japão
Visitantes por ano: 10 milhões
A caminhada agradável pelos jardins repletos de cerejeiras, portões ao estilo torii (construção japonesa típica com dois pilares verticais e uma trave horizontal acima que os une) e lagos japoneses com pontes e ilhotas compõem o santuário, construído no século 12 em reverência ao deus da guerra. O Jardim das Peônias é tão especial quanto o santuário e floresce entre abril e maio; contudo, cerca de 500 mudas surpreendem a todos com suas florações em janeiro.

9. Templos Kiyomizu-dera e Kinkaku-ji, Kyoto
Visitantes por ano: 10 milhões e 6 milhões, respectivamente
Tombado pela UNESCO, Kiyomizu-dera, ou "Templo das Águas Puras", está ao lado da montanha Otowa, onde peregrinos buscam as águas sagradas da cachoeira para beber. Do outro lado da cidade, folhas de ouro cobrem o templo zen budista Kinkaku-ji, construído originalmente no século 15. Visitantes não podem entrar e ver as estátuas sagradas, mas podem apreciá-las de fora.

10. Ise Jingu, Ise, Japão
Visitantes por ano: 8,5 milhões
Quase todo o terreno deste santuário Shinto é uma floresta de ciprestes japoneses considerada divina. As árvores foram adoradas muito antes da construção do templo, no século 3. Três museus possuem dados sobre a história, agricultura e artes do local, considerado pelo governo japonês um Tesouro Nacional.

11. Basílica de São Pedro, Vaticano, Roma
Visitantes por ano: 7 milhões
Uma das maiores construções sagradas do mundo e uma das mais sagradas para os católicos, a basílica é ornamentada com ouro, colunas de mármore, pinturas de anjos, estátuas icônicas e trabalhos criados por artistas da Renascença italiana, como Rafale, Brunelleschi, Bernini e Michelangelo. Este esculpiu a estátua de mármore Pietà, exposta na basílica, e ainda desenhou o enorme domo da igreja.

12. Dazaifu Tenmangu, Japão
Visitantes por ano: 6,6 milhões
Seis mil ameixeiras de 197 espécies - florescendo em branco, rosa e vermelho em janeiro - cercam este santuário Shinto em honra de Mochizane Sugawara, um poeta e intelectual que foi deificado como o deus da caligrafia e da literatura depois de sua morte, em 903. O local tem árvores de cânfora com mais de 1,5 mil anos, campos com flores de íris e um lago feito no formato do ideograma que significa "coração".

13. Catedral de Colônia, Colônia, Alemanha
Visitantes por ano: 6 milhões
O monumento gótico levou 600 anos para ficar pronto, em 1880. O glorioso interior possui arcos com mais de 40 metros de altura, enquanto suas torres continuam a ser o símbolo mais nobre da cidade. Não perca o santuário para os Três Reis Magos; e suba os 533 degraus para chegar ao topo do edifício e admirar o rio Reno e suas montanhas distantes.

14. Santuário de Nossa Senhora de Lourdes, Lourdes, França
Visitantes por ano: 6 milhões
Uma garota de 14 anos chamada Bernadette Soubirous teve 18 visões da Virgem Maria na Gruta de Massabielle, em 1858. Depois, um amigo da menina teve o braço curado pelas águas contidas no local. Agora, a caverna e seus arredores formam o Santuário Católico que inclui a fonte original, duas basílicas, três museus, nove capelas e outros locais para orações e reuniões.

15. Santuário de Padre Pio, San Giovanni Rotondo, Itália
Visitantes por ano: 6 milhões
A modesta igreja de Santa Maria delle Grazie, construída em 1950, exibe o corpo preservado do santo, enquanto a Igreja de Padro Pio para os peregrinos, completada em 2004, chama a atenção pela fachada de vidro e seus arquitetura moderna.

16. Basílica de São Marcos, Veneza
Visitantes por ano: 5-6 milhões
Esta obra-prima da arquitetura italiana possui cinco domos e quase 9 m² de mosaicos em ouro cobrindo paredes, arcos, cúpulas, salas e pisos, permanecendo até hoje como um dos mais nobres exemplos da arte bizantina. Muitas das obras, aliás, foram roubadas de Constantinopla e do Império Bizantino durante as Cruzadas.

17.Basílica de São Francisco de Assis, Itália
Visitantes por ano: 5,5 milhões
A basílica gótica do século 13 recebeu afrescos de ninguém menos que Giotto, Cimabue, Lorenzetti e Martini. Duas igrejas no topo de colinas e uma cripta com o corpo intacto do santo atraem peregrinos do mundo todo. O interior suntuoso da igreja principal contrasta com a vida austera que o santo, conhecido por sua poesia, escolheu levar.

18. Catedral de São Patrício, Nova York
Visitantes por ano: 5,5 milhões
A construção gótica, datada da metade do século 19, ocupa um quarteirão inteiro em uma das regiões mais caras do mundo. Localizada próxima da Grande Estação Central da cidade e das Nações Unidas, a igreja de janelas rosáceas importadas da França é um dos marcos arquitetônicos da Big Apple.

19. Muro das Lamentações, Jerusalém
Visitantes por ano: 5 milhões
Um dos locais mais sagrados para o Judaísmo, o muro é uma das ruínas do Monte do Templo construído pelo rei Herodes em 20 a.C e destruído pelos romanos em 70 d.C. Homens e mulheres têm áreas separadas de adoração e devem usar roupas modestas e discretas.

20. Mesquita Azul, Istambul
Visitantes por ano: 5 milhões
Uma intrincada estampa, feita com azulejos de cerâmica azuis e brancos retratando árvores, frutas, tulipas e escritos do Corão adornam as paredes, colunas, arcos e domos do interior desta mesquita do século 17. Construída pelo Sultão Ahmet com o intuito de se destacar mais do que a Hagia Sophia (que era, originalmente, uma igreja bizantina), a Mesquita Azul permanece como uma das poucas do mundo com seis marinetes.

Terra Terra