0
Sul

Estique a visita à Flip e conheça a versatilidade turística de Paraty

1 jul 2009
08h43

Entre 1º e 5 de julho a Festa Literária Internacional vai movimentar a cidade de Paraty, no Rio de Janeiro. É bom pegar a oportunidade e, depois de aproveitar as atrações da Flip, conhecer pontos para todos os gostos, desde turismo histórico até degustação de cachaças artesanais.

A praia de Trindade, em Paraty, é um ótimo recanto para relaxar
A praia de Trindade, em Paraty, é um ótimo recanto para relaxar
Foto: Felipe Miguel/Creative Commons / Reprodução



» Veja fotos de Paraty


» vc repórter: mande fotos e notícias
» Chat: tecle sobre o assunto

A igreja de Santa Rita é cartão postal da cidade. Foi construída em 1722 e é a mais antiga da cidade. Entre 10 e 22 de julho acontece a festa de Santa Rita. A área fica toda enfeitada e há procissões acompanhadas por bandas, além de barraquinhas de comidas e bebidas no largo. Vale entrar na igreja e visitar o Museu de Arte Sacra, com peças esculpidas em madeira, pratarias e outros objetos fabricados entre os séculos XVII e XX.

Muitas obras de arte também nos arredores. Nas vizinhanças da rua da Matriz pipocam ateliês de artistas que expõem e vendem obras. São infindáveis opções de belas pinturas, esculturas, fotografias e peças de cerâmica. Alguns vendem até lembrancinhas do local.

Outra boa lembrança é uma bebida. A cachaça tem importância histórica para a cidade, já que os alambiques proliferaram para suprir a demanda portuguesa e dos traficantes de escravos que usavam a pinga como moeda. Pertinho da cidade existem cachaçarias artesanais que promovem uma visita para conhecer o processo de produção e degustar a bebida. Algumas opções são a Coqueiro, Maria Izabel e Corisco.

Por fim, vale conhecer algumas belezas naturais. Muitas regiões, como a estrada para Cunha, têm belos trechos de Mata Atlântica. Outra boa pedida é ir até a vila de Trindade, cerca de 30km ao sul do trevo de entrada de Paraty. Dá para ir em barcos que saem do cais ou do rio Perequê Açu, mas a viagem é demorada e o mar pode estar agitado. Boa alternativa são os ônibus que saem do centro a todo momento. Experimente a Praia do Sono, tranquila como o nome sugere.




Fonte: Especial para Terra
publicidade