Sudeste

publicidade

Divirta-se em nove cidades históricas de MG

 

As cidades históricas de Minas Gerais foram fundadas durante o período do Ciclo do Ouro no Brasil, entre 1700 e 1800. Devido à grande quantidade de ouro e diamantes encontrados na região, houve uma massiva migração de portugueses do litoral do País para o interior em busca das pedras preciosas. Com isso, foram construídos igrejas e monumentos que até hoje permanecem preservados e documentam a arte barroca do período.

» Veja mais fotos
» Siga Vida e Estilo no Twitter
» vc repórter: mande fotos e notícias
» Chat: tecle sobre a notícia

Este é o primeiro motivo para visitar a região, mas não o único. O ecoturismo tem atraído cada vez mais fãs, pelas belezas naturais que, sabiamente, também foram mantidas quase intactas. Uma infraestrutura cada vez melhor oferece tudo o que é necessário para a prática de esportes voltados à natureza, como caminhadas, rafting e escalada.

Mas à história e ao ecoturismo somam-se outros motivos para visitar as cidades históricas de Minas. Alguns deles, surpreendentes: da gastronomia ao esoterismo, e até mesmo à ufologia. Isso mesmo: gente que chega atraída pela fama da região de ser destino de turistas de outras galáxias.

Tiradentes - Cidade rica em artesanato (em madeira, latão, tecelagem), com grande oferta também de doces mineiros. No Lago das Forras, há um monumento ao mártir da Inconfidência Mineira que dá nome ao município.

Itabira - O local começou a ser povoado em meados de 1700, quando foi descoberta a existência de ouro de aluvião. A igreja do Rosário, construída em 1775, é um dos pontos mais antigos da cidade e o Memorial a Carlos Drummond de Andrade um dos mais visitados.

São Tomé das Letras - Ideal para praticar ecoturismo, é o destino preferido pelos adeptos ao esoterismo. Diz-se da cidade, que atrai místicos e estudiosos de todo o mundo, que é uma das sete escolhidas como sagrada. Não deixe de visitar a Gruta São Thomé e a Igreja Matriz. São Tomé é também reputado pelo grande número de objetos voadores não identificados, o que faz do município terra de peregrinação de ufólogos de todo o País.

Ouro Preto - Mais conhecida entre todas as cidades de região pela magnificência de suas edificações e pela preservação das ruas, Ouro Preto ganhou o nome da cor das pepitas de ouro que foram encontradas em suas minas, pretas por fora e reluzentes por dentro. Em sua praça principal foram expostas partes do corpo de Tiradentes.

Mariana - Primeira cidade e a primeira capital de Minas Gerais, Mariana é chamada de berço da civilização mineira. A cidade guarda joias raras dos séculos 17 e 18, e é conhecida pelos exemplares de arte colonial mineira nas igrejas. A 5 km da cidade está a Mina de Ouro da Passagem, uma das únicas abertas a visitação no País.

Congonhas - Além de uma famosa romaria e de obras do barroco mineiro, a cidade tem como atração o Parque da Cachoeira, com dez piscinas de águas quentes espalhadas por 57 mil m².

São João del Rei - Cidade natal de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, São João del Rei abriga a Capela de Nossa Senhora da Piedade, construída para que os presos pudessem assistir às missas. Não perca também a oportunidade de assistir uma apresentação da Orquestra Lira Sanjoanense.

Diamantina - Quase todos os altares das igrejas são do primeiro período barroco de Minas e os templos têm apenas uma torre, além de terem sido construídos com barro e madeira. A casa de Chica da Silva e a de Juscelino Kubitschek são atrações obrigatórias.

Resende Costa - sobrevivendo do artesanato têxtil, a população da cidade produz colchas e tapetes com as sobras das malhas de indústrias. Por ser construída sobre uma rocha e ter uma boa visão panorâmica, Resende Costa é destino frequente de espiritualistas.

 

Especial para Terra