África se revela como destino turístico em feira em Madri

29 jan 2015
19h53
  • separator

O continente africano mostra seu potencial turístico através de países como Gâmbia, Etiópia, Gana, Sudão e Togo na 35ª edição da Feira Internacional do Turismo (Fitur), realizada anualmente em Madri.

A África se revela como um novo destino turístico para o grande público. A natureza, o clima e a amabilidade de suas pessoas se postulam como o grande atrativo para escolher este destino de férias.

O diretor do Conselho de Turismo de Gâmbia, Bakary K. Jammeh, considera que o turismo "não só contribui para o desenvolvimento do país, mas também é um meio para combater o fantasma da pobreza."

Jammeh acrescentou que o turismo é a segunda principal atividade do Produto Interno Bruto (PIB) do país, depois da agricultura.

"São muitos os gambianos que vivem graças às múltiplas atividades que se desenvolvem em consequência do turismo", acrescentou o executivo estatal, frisando os empregos indiretos que esta atividade gera.

Jammeh considera que a Gâmbia tem "um dos povos mais amigáveis do mundo, sempre dando as boas-vindas com um sorriso", e disse que as praias de Gâmbia "podem estar entre as mais belas do mundo".

Além disso, ele afirmou que seu país é "seguro, as pessoas podem transitar com tranquilidade a qualquer hora do dia".

A Fitur conta com 12% a mais de expositores nesta edição do que em 2014, e aproximadamente 2% se devem ao aumento de participação africana.

Veja também:

De andador, veterano de guerra de 99 anos arrecada milhões para saúde pública britânica
EFE   
publicidade