Nada de moda, educadores defendem o tradicional uniforme

28 de outubro de 2010 • 09h00 • atualizado às 09h00
Para educador, organização, foco no aprendizado, economia, praticidade e regra são as vantagens do uniforme escolar
Para educador, organização, foco no aprendizado, economia, praticidade e regra são as vantagens do uniforme escolar
27 de outubro de 2010
Getty Images

Looks da moda, estilinho do momento e marcas famosas. As roupas preferidas acabam na gaveta quando o destino for a sala de aula. Os uniformes invadem cada vez mais o universo escolar e os educadores são claros: Deus no céu e uniforme na terra. Entenda a importância das roupas que você tanto reclama.

Amanda Bruna da Costa, de Manaus, Amazônia, tem seu ódio declarado no Orkut. Ao clicar no "participar" da comunidade "Eu Odeio Uniforme Escolar", a estudante do colégio Dom Bosco quis dividir suas reclamações com outros internautas. Mas enganam-se aqueles que pensam que aluna de 16 anos desgosta do uniforme por questões de consumo ou de aparência: "Uniforme dá muito trabalho. Por exemplo, os tecidos de alguns são ruins, muitas vezes rasgam fácil, mancham. Além de serem desconfortáveis, como a blusa que eu uso que tem uma gola que aperta no pescoço", disse.

Para Ascânio Sedrez, diretor educacional do colégio Marista Arquidiocesano, de São Paulo, os alunos de ensino médio não gostam do uniforme publicamente, mas individualmente eles admitem sua eficácia e importância. De fato, a orkuteira Amanda Bruna reconhece que as roupas padronizadas são essenciais para evitar "desfiles de moda" e para não deixar "meninas que gostam de se mostrar usarem saias muito curtas", como ela mesma definiu. Sedrez também afirma que, apesar das constantes reclamações que a direção do colégio Marista recebe, muitos alunos, principalmente os meninos, elogiam a praticidade do uniforme. É só objetividade masculina? Não. Parece que muitas meninas gostam de acordar e já saber o que vestir.

Porém, Sedrez destaca que a importância da padronização no meio escolar não caminha sobre aspectos de igualdade e consumo: "Não existe mais o optar pelo uniforme para nivelar os alunos em questão econômica, pois os acessórios mostram as diferenças sociais e alimentam o consumo. É o tênis da moda, o último lançamento do Ipod e assim vai", falou o diretor.

Para Sedrez, o Top 5 das vantagens do uniforme escolar são a organização, o foco no aprendizado, a economia, a praticidade e a regra. "Essas roupas organizam a vida do estudante na escola. E permitem preocupações com questões mais importantes como aprendizado, crescimento e conteúdo. O uniforme não deixa espaço para preocupações com aparência, e ainda se mostra econômico para os pais". Além disso, o uso obrigatório da roupa ensina os estudantes a respeitarem regras: "Eu sempre brinco com os alunos que eles não entrariam em uma festa de 15 anos se não estivessem vestidos com traje a rigor. Pois no colégio é a mesma coisa". Sacou?

Dicas
Amanda, que odeia o uso de uniforme, deixa algumas sugestões para as escolas:

- Eles devem ser feitos com tecidos bons e confortáveis - a blusa com gola atrapalha muito a Amanda durante as aulas, por exemplo;

- Nada de um emblema enorme com o nome da escola -está comprovado que isso facilita sequestros;

-As cores não devem ser chamativas e bregas - aposte na neutralidade: branco, azul e afins;

- Uniforme é uniforme, e roupa da moda é roupa da moda. Nada de tentar juntar as duas coisas, já que os estudantes não gostam de uniformes que tentam se "aproximar do gosto jovem";

- Ou todo mundo usa uniforme, ou ninguém usa. Alguns colégios têm a ideia de só tornar obrigatório o uso do uniforme no ensino fundamental. Com isso, usar roupas padronizadas vira motivo para bullying.

Especial para Terra
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar