0

O que acontece em uma manifestação mediúnica?

O médium começa fechando seus olhos, deixando a mente quieta (meditação) para que, depois de alguns minutos, ocorram os arrepios, a sensação de calor, a aceleração dos batimentos cardíacos, alguns movimentos involuntários e a sensação de outra energia ao seu redor.

» Conheça Chico Xavier e a mediunidade em série especial
» Francisco Cândido Xavier
» O que é mediunidade?
» Quais os sinais para identificar um médium?

Assim, inicia o funcionamento cerebral nas regiões da glândula pineal (centro do cérebro), lobo temporal e o sistema límbico, responsável pelas emoções. A atividade na respiração celular faz com que se produza o ectoplasma, ou seja, a energia humana que possibilita o corpo contatar com o espírito.

A glândula pineal é definida como uma espécie de "antena" que capta as vibrações dos espíritos. Também é responsável por regular a produção hormonal e funciona no desenvolvimento do corpo. Ela produz melatonina, que tem um efeito sedativo e é responsável pela percepção da passagem do tempo - isto explica o fato do médium não ter noção do tempo que ficou em transe.

O aumento do interesse pelos assuntos relacionados à mediunidade é explicado pelo desejo da certeza de que a morte não é o fim, e que é possível contatar com os que já partiram (e que se encontrarão posteriormente).

Quer saber mais sobre o trabalho de Monica Buonfiglio, ou entrar em contato com ela, clique aqui.

O aumento do interesse pelos assuntos relacionados à mediunidade é explicado pelo desejo da certeza de que a morte não é o fim
O aumento do interesse pelos assuntos relacionados à mediunidade é explicado pelo desejo da certeza de que a morte não é o fim
Foto: Getty Images
Fonte: Especial para Terra
publicidade