Fitness

publicidade

Ficar muito tempo sentado é mais prejudicial do que se pensa

Pare para pensar um pouco e calcule o tempo em que você fica sentado durante todo o dia. Só que não se esqueça de acrescentar nessa conta o período que você está dirigindo, na frente da TV ou do computador. Ou trabalhando. Deu muito? Então comece a mudar seus hábitos, pois um estudo conduzido pela médica Elin Ekblom-Bak, da Escola Sueca de Esportes e Saúde, e publicado no periódico especializado British Journal of Sports Medicine, alerta que quanto mais você ficar sentado, mais vai destruir sua saúde e poderá inclusive morrer disso, mesmo se fizer atividade física diariamente.

» Siga o Terra no Twitter
» vc repórter: mande fotos e notícias
» Chat: tecle sobre a notícia

Apesar de não ter chegado ainda a um tempo específico para que o prejuízo aconteça, a pesquisa conseguiu mostrar que após quatro horas consecutivas sentado, o corpo passa a enviar sinais de perigo, já que as os genes que regulam a quantidade de glicose e gordura no organismo simplesmente desligam. Ou seja, as chances de doenças cardíacas, de ganhar peso e até mesmo morrer aumentam e muito. No ano passado, pesquisadores canadenses que haviam acompanhado 17 mil pessoas por 12 anos, mostraram que aqueles que passavam o dia sentado tinham maior risco de vida, independente do fato de se exercitavam ou não.

Quebrar esse ciclo é fácil. Basta se levantar a cada hora de trabalho, se espreguiçar e dar uma volta pequena de cinco a dez minutos. Pense bem, ao invés de você mandar um e-mail a um colega de trabalho, ande até a mesa dele. Vá almoçar a pé ao invés de pegar o carro. Dê uma caminhada noturna quando depois de chegar em casa. E ainda mostre essa matéria para seu chefe, para que ele (ou ela) institua coffee breaks regulares naquelas intermináveis reuniões de equipe.

Especial para Terra