Comportamento

publicidade

Elas falam o que acham de ouvir "sacanagem" na cama

Palavrões podem apimentar ou acabar com uma boa noite de sexo
Foto: Getty Images
 

"Mulher tem que ser dama na rua e safada na cama". É desse jeito que produtora de eventos Fátima*, de 39 anos, define o comportamento feminino ideal. Depois de muito tempo para aceitar algumas condições entre quatro paredes, ela acha que tudo é válido para esquentar o clima do casal, até mesmo falar e ouvir palavrões. Fátima* não é a única, mas sem dúvida, há quem ainda sinta vergonha e considere falta de respeito sussurrar "sacanagem" na hora H. Por isso, o Terra conversou com algumas mulheres e descobriu que sim, o palavrão pode apimentar ou acabar com uma boa noite de sexo.

Conheça 30 beijos do Kama Sutra
Etiqueta na cama: esclareça 35 dúvidas do que pode ou não pode entre 4 paredes
 
"Não que eu não goste de caras românticos, mas para fazer sexo o que importa é ter pegada. É a hora para se sentir desejada, escolher um lugar diferente, fazer caras e bocas, ouvir besteira e falar também. Para mim, palavrão durante o sexo é um estímulo, mas os homens devem tomar cuidado com os adjetivos. Não vale apelar muito  e chamar de 'vadia' ou coisas do tipo porque aí é abusar demais, né?", questionou a estudante de medicina veterinária Beatriz*, de 23 anos. Ela conta que já deixou de ficar com um alguém que "passou dos limites". "Sair falando sacanagem na hora errada é vergonhoso", criticou.
 
Fátima* concorda que é preciso esperar o momento ideal, mas explica que o parceiro também determina se a mulher pode ousar ou não. "Eu já tive um pouquinho de preconceito de ouvir sacanagem durante o sexo porque, mesmo gostando, achava que era falta de respeito. Mas aprendi com meu marido que é saudável e apimenta a relação. Sexo às vezes pode ser romântico e às vezes tem que ser selvagem. É só saber fazer e falar tudo na hora certa", indicou.
 
Para a orientadora Amanda*, de 21 anos, é quase inevitável não falar palavrões em uma relação sexual. “Eu tenho certeza que toda mulher gosta de ouvir que é gostosa, que deixa um homem louco e saber o tamanho do desejo que o parceiro está sentindo”, disse. Livre de tabus, ela acredita que alguns homens são ponderados demais e se fingem de “bom moço” com palavras românticas, mas na verdade sentem vontade de falar coisas mais picantes na cama.
 
Enquanto Amanda*, Fátima* e Beatriz* dão sinal verde para os palavrões, a professora Débora*, de 34 anos, é contra essa experiência e conta que ficaria magoada ouvisse “esse tipo de coisa” do namorado. “Tem vários tipos de mulheres. Eu acho que, além do prazer, sexo é carinho e por isso não dá para sair xingando ou desrespeitando quem você gosta. Se quiser putaria, vai ver um filme”, aconselhou. 
 
Palavrão sem apelo!
Na hora de falar sacanagem, é preciso ter noção. Entre as entrevistadas pelo Terra que gostam de ouvir palavrões enquanto fazem sexo, a opinião foi unânime: toda mulher gosta de ser elogiada. “O homem tem que sentir o clima e saber que nem todo palavrão é xingamento. Qualquer elogio combinado com tesão é bem vindo”, avaliou a estudante.
 
Fátima*, Beatriz*, Amanda* e Débora* são nomes fictícios, já que as entrevistadas não quiseram se identificar.
Terra Terra