inclusão de arquivo javascript

Fertilidade
 
 

Consumo diário de nozes pode melhorar qualidade do sêmen

07 de dezembro de 2012 10h06

O alimento é rico em ácidos graxos, como ômega-3 e ômega-6, e antioxidantes. Essas substâncias podem ajudar a melhorar a qualidade do sêmen. Foto: Dreamstime/Terra

O alimento é rico em ácidos graxos, como ômega-3 e ômega-6, e antioxidantes. Essas substâncias podem ajudar a melhorar a qualidade do sêmen
Foto: Dreamstime/Terra

As nozes podem ter outras funções além de decorar as mesas de Natal. O alimento é rico em ácidos graxos, como ômega-3 e ômega-6, e antioxidantes. De acordo com estudos científicos, essas substâncias podem ajudar a melhorar a qualidade do sêmen.

Um trabalho da Universidade da Califórnia (Ucla), em Los Angeles, nos Estados Unidos, observou o impacto que as nozes possuem no sêmen. Foram selecionados 117 homens entre 21 e 35 anos, com dietas dentro do padrão americano, divididos em dois grupos. Um deles não pôde ingerir nenhum tipo de castanha, enquanto o outro passou a consumir 75 gramas de nozes diárias em sua dieta.

Ao fim de 12 semanas, os espermatozoides daqueles que consumiram nozes tiveram melhoras significativas quanto à forma, motilidade e vitalidade. Eles também apresentaram menos alterações cromossômicas.

As ações, tanto dos ácidos graxos, quanto dos antioxidantes presentes nas nozes previnem a formação dos radicais livres, que atrapalham o movimento do espermatozoide e favorecem o envelhecimento celular.

O ômega-3 e ômega-6 ajudam na proteção das membranas dos espermatozoides, que se tornam mais resistentes e maleáveis. Ainda são fontes de energia, aumentando o metabolismo celular dos gametas masculinos. "Há maior produção de energia e é isso que vai fazer a 'máquina' do espermatozoide funcionar. Se ele não estiver conseguindo se movimentar e você der energia para ele, ele vai conseguir se mover melhor", explica Marcos Sampaio, diretor do centro de medicina reprodutiva Origen, de Belo Horizonte.

Os antioxidantes e coenzimas presentes nas nozes também auxiliam na proteção das membranas dos espermatozoides. Além disso, reduzem a fragmentação do DNA. "Quando o DNA do espermatozoide é muito fragmentado, aumenta discretamente a possibilidade de alteração cromossômica. Podem ser formados embriões de má qualidade", diz o médico.

Consumo
O estudo aponta que uma quantidade de 75 gramas de nozes por dia é eficaz para a melhoria do sêmen.

Caso as nozes não sejam de agrado do paladar do homem, é possível consumir outras castanhas ou mesmo um suplemento alimentar com essas substâncias. Qualquer fruta oleaginosa (como amêndoas, castanhas-do-pará, castanhas de caju, macadâmias, amendoins, pistache etc.) é rica em energia e antioxidantes. As nozes, porém, têm duas vezes mais antioxidantes que as demais, segundo um estudo conduzido por um pesquisador da Universidade de Scranton, nos Estados Unidos, e apresentado na Sociedade Química Americana.

Os pesquisadores da Ucla, no entanto, afirmam que é necessário mais estudos para concluir o efeito do consumo desse alimento nos resultados de gravidez em clínicas de reprodução ou na população em geral.

Segundo Marcos, as nozes são uma ajuda, não tratamento. "Sempre que você pensa em alimentação saudável, em teoria, isso é bom. Mas a gente não pode tomar isso como norma de conduta terapêutica. Isso não vai pegar um sêmen que é completamente infértil e transformá-lo em um sêmen fértil", afirma. "Isso vai melhorar a capacidade do sêmen. Pode ajudar quando você vai fazer um tratamento de reprodução assistida, para formar um embrião de melhor qualidade."

Busca um especialista em Fertilidade? Clique aqui e confira a lista dos profissionais

Cross Content
  1. O alimento é rico em ácidos graxos, como ômega-3 e ômega-6, e antioxidantes. Essas substâncias podem ajudar a melhorar a qualidade do sêmen  Foto: Dreamstime/Terra

    O alimento é rico em ácidos graxos, como ômega-3 e ômega-6, e antioxidantes. Essas substâncias podem ajudar a melhorar a qualidade do sêmen

    Foto: Dreamstime/Terra

  2. Um estudo da Universidade da Califórnia (Ucla), em Los Angeles, nos Estados Unidos, observou os espermatozoides do sêmen dos homens que consumiram nozes tiveram melhoras significativas quanto à forma, motilidade e vitalidade do espermatozoide. Eles também apresentaram menos alterações cromossômicas  Foto: Dreamstime/Terra

    Um estudo da Universidade da Califórnia (Ucla), em Los Angeles, nos Estados Unidos, observou os espermatozoides do sêmen dos homens que consumiram nozes tiveram melhoras significativas quanto à forma, motilidade e vitalidade do espermatozoide. Eles também apresentaram menos alterações cromossômicas

    Foto: Dreamstime/Terra

  3. As ações, tanto dos ácidos graxos, quanto dos antioxidantes presentes nas nozes previnem a formação dos radicais livres e protegem a membrana celular. Os ácidos graxos ainda aumentam o metabolismo celular, enquanto os antioxidantes previnem a fragmentação do DNA que poderia levar a alterações cromossômicas  Foto: Dreamstime/Terra

    As ações, tanto dos ácidos graxos, quanto dos antioxidantes presentes nas nozes previnem a formação dos radicais livres e protegem a membrana celular. Os ácidos graxos ainda aumentam o metabolismo celular, enquanto os antioxidantes previnem a fragmentação do DNA que poderia levar a alterações cromossômicas

    Foto: Dreamstime/Terra

  4. O estudo aponta que uma quantidade de 75 gramas de nozes por dia é eficaz para a melhoria do sêmen. Também é possível consumir outras castanhas ou mesmo um suplemento alimentar com essas substâncias, embora as nozes tenham duas vezes mais antioxidantes que as outras frutas oleaginosas  Foto: Dreamstime/Terra

    O estudo aponta que uma quantidade de 75 gramas de nozes por dia é eficaz para a melhoria do sêmen. Também é possível consumir outras castanhas ou mesmo um suplemento alimentar com essas substâncias, embora as nozes tenham duas vezes mais antioxidantes que as outras frutas oleaginosas

    Foto: Dreamstime/Terra

  5. O efeito do consumo das nozes nos resultados de gravidez em clínicas de reprodução ou na população geral ainda é incerto  Foto: Dreamstime/Terra

    O efeito do consumo das nozes nos resultados de gravidez em clínicas de reprodução ou na população geral ainda é incerto

    Foto: Dreamstime/Terra

/fertilidade/foto/0,,00.html