Fertilidade
 
 

Vida e Estilo » Fertilidade » Fertilidade

 Saiba como amenizar os enjoos da gravidez
04 de setembro de 2012 08h05

Os enjoos são um dos sintomas clássicos de uma gravidez. Por conta do aumento da progesterona no organismo, a partir da sexta semana de gestação, e .... Foto: Dreamstime/Terra

Os enjoos são um dos sintomas clássicos de uma gravidez. Por conta do aumento da progesterona no organismo, a partir da sexta semana de gestação, e até o final do terceiro trimestre, a mulher tende a sentir o mal-estar
Foto: Dreamstime/Terra

Os enjoos são um dos sintomas clássicos de uma gravidez. Já que não é possível escapar, o ideal é usar algumas dicas para amenizar os enjoos. A primeira sugestão da médica é comer em intervalos curtos, de três em três horas. "A dieta fracionada é muito importante. Se a gestante fica muito tempo sem comer, os enjoos ficam mais fortes", alerta Priscila Prizmic, ginecologista e obstetra do Hospital São Luiz, de São Paulo.

Evitar carboidratos também alivia o mal-estar. Os alimentos pertencentes a esse grupo provocam desconforto gástrico mais intenso. A dica da médica é trocar os carboidratos comuns, como massas e pães, pelos integrais - como os pães integrais. O ideal é que a gestante inclua na dieta de quatro a cinco porções de frutas e derivados de leite (queijos, iogurtes etc.) por dia. Esses alimentos ajudam a repor as vitaminas e o cálcio necessários para o período.

Água de coco e chá de gengibre gelados são dois antieméticos, substâncias que ajudam no alívio do enjoo naturalmente. Priscila sugere que essas bebidas sejam ingeridas durante toda a gestação.

De acordo com Priscila, comer duas bolachas de água e sal ao acordar ajuda a amenizar os sintomas. "Beber muito líquido nas primeiras horas do dia deixa a mulher ainda mais enjoada. Por isso, aconselhamos as pacientes a comer duas bolachas de água e sal assim que acordam."

Além de controlar os hábitos alimentares, a gestante pode usar alguns medicamentos para o alívio do mal-estar. O ginecologista fará a indicação de qual é o indicado para cada paciente. "É importante que ela não sofra com as náuseas. Existem medicações que podem ser utilizadas durante a gestação. É só consultar o médico", diz.

Busca um especialista em Fertilidade? Clique aqui e confira a lista dos profissionais

Cross Content
  1. As causas para problemas de fertilidade podem ser diversas. Por isso, achar que apenas a mudança de hábitos pode ser suficiente para resolver os problemas de fertilidade é algo que pode complicar mais do que ajudar o casal

    Foto: Dreamstime/Terra

  2. A Organização Mundial da Saúde (OMS) reconhece a infertilidade como doença. Por isso, deve ser tratada por um médico especializado

    Foto: Dreamstime/Terra

  3. A infertilidade pode ser causada por uma série de fatores, como problemas tubáreos, ovulatórios, de produção ou ejaculação de espermatozoides, ou infecções. O melhor tratamento deverá ser indicado pelo médico

    Foto: Dreamstime/Terra

  4. Apostar exclusivamente na mudança de hábitos quando pode haver outros fatores envolvidos apenas adia a gravidez. Quanto mais avançada a idade da mulher, menor é a fertilidade

    Foto: Dreamstime/Terra

  5. Hábitos como tabagismo e consumo de álcool também podem ter influência sobre a fertilidade, mas seu impacto é incerto. Eles costumam ser considerados causas que podem aumentar probabilidade de infertilidade, mas não necessariamente são causas definitivas do problema

    Foto: Dreamstime/Terra

/fertilidade/foto/0,,00.html

 
 
 

 
 
Últimas »