Fertilidade
 
 

Vida e Estilo » Fertilidade » Fertilidade

 Dez dicas ensinam a evitar a obesidade na gravidez
08 de junho de 2012 08h05 atualizado em 11 de junho de 2012 às 09h57

A mulher grávida não tem que comer por dois, mas precisa se alimentar suficientemente bem para gerar nutrientes para os dois organismos que estão .... Foto: Dreamstime/Especial para Terra

A mulher grávida não tem que comer por dois, mas precisa se alimentar suficientemente bem para gerar nutrientes para os dois organismos que estão trabalhando no mesmo espaço: o dela e o do bebê
Foto: Dreamstime/Especial para Terra

Ganhar peso é normal e necessário na gestação. A mulher não tem que "comer por dois", mas precisa se alimentar bem para gerar nutrientes para os dois organismos que estão trabalhando no mesmo espaço, o dela e o do bebê. Mas os excessos são sempre arriscados.

Para ajudar as futuras mamães a ganhar peso de maneira saudável, o Terra conversou com Viviane Laudelino Vieira, nutricionista do Centro de Referência para a Prevenção e Controle de Doenças Associadas à Nutrição da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (CRnutri - FSP/USP). A especialista listou 10 atitudes que são imprescindíveis para passar por esses nove meses com muita saúde.

1. Grupos de alimentos
As gestantes precisam ter uma alimentação muito variada. "As grávidas devem consumir alimentos de todos os grupos: cereais, hortaliças, frutas, leite e derivados, carnes, feijões e gorduras", explica Viviane. "Dessa forma, elas vão obter todos os nutrientes necessários."

Quanto às recomendações de quantidades, a especialista alerta que cada caso é um caso. Na maioria das vezes, as indicações são feitas pelo obstetra em parceria com um nutricionista.

2. Alimentos ricos em ferro
Consumir alimentos ricos em ferro é essencial para a saúde da gestante e do bebê, diz a nutricionista. Isso porque mulheres grávidas têm uma propensão maior a desenvolver anemia.

3. Ácido fólico
O ácido fólico é um complexo muito importante para as futuras mamães. Por isso, ingerir alimentos que contenham a vitamina é fundamental durante a gestação. A vitamina pode ser encontrada em verduras, legumes, frutas, leite, queijos e iogurtes.

4. Quantidade de refeições por dia
Comer em intervalos curtos é bom para a dieta de qualquer pessoa. No caso das grávidas, a regra é a mesma. "A realização de cinco ou seis refeições por dia é um importante aspecto para o ganho de peso adequado", diz a nutricionista. Dessa forma, o organismo se mantém saciado e a futura mamãe não exagera em nenhuma das refeições.

5. Exercícios físicos
Exercícios físicos são muito bons para uma dieta saudável. Entretanto, em alguns casos, a prática pode prejudicar a gestação. Por isso, é o médico quem vai decidir se a gestante pode ou não praticar atividades físicas e quais serão os exercícios permitidos.

6. Ingestão de líquidos
O corpo da mulher grávida deve estar sempre hidratado. "É importante que a gestante tome pelo menos 2 litros de água por dia. A prática serve para suprir todas as perdas que ocorrem durante o período", esclarece.

7. Mais energia durante o segundo e terceiro trimestre
No segundo e no terceiro trimestre de gestação, a futura mamãe terá de se alimentar muito bem. "Por conta do crescimento do bebê, durante esse período a necessidade de energia será um pouco maior", afirma. "Mas é muito importante que a qualidade da alimentação seja mantida, sem exageros", reforça Viviane.

8. De olho nas frituras
Cuidado com as frituras e com o uso do óleo nos alimentos. Seu consumo moderado é imprescindível para uma dieta saudável. O ideal é que uma família de quatro pessoas não utilize mais do que uma lata de óleo por mês.

9. Maneire no doce
Assim como o óleo, o açúcar deve ser consumido com moderação. Refrigerantes, biscoitos recheados, sobremesas e todos os derivados do açúcar entram nessa listinha de restrições.

10. Fibras e legumes
As fibras e os legumes devem fazer parte do dia a dia de toda mulher grávida. Além de serem importantes para o bom funcionamento do organismo, esses alimentos ajudam a dar saciedade e a controlar o apetite.
Cross Content
  1. A mulher grávida não tem que comer por dois, mas precisa se alimentar suficientemente bem para gerar nutrientes para os dois organismos que estão trabalhando no mesmo espaço: o dela e o do bebê

    Foto: Dreamstime/Especial para Terra

  2. As gestantes precisam ter uma dieta muito variada. O ideal é que a mulher grávida consuma alimentos de todos os grupos: cereais, hortaliças, frutas, leite e derivados, carnes, feijões e gorduras

    Foto: Dreamstime/Especial para Terra

  3. Consumir alimentos ricos em ferro é essencial para a saúde da gestante e do bebê. Mulheres grávidas têm uma propensão maior a desenvolver anemia

    Foto: Shutterstock/Especial para Terra

  4. O ácido fólico é um complexo muito importante para as futuras mamães. A vitamina pode ser encontrada em verduras, legumes, frutas, leite, queijos e iogurtes

    Foto: Dreamstime/Especial para Terra

  5. Comer em intervalos curtos é bom para a dieta de qualquer pessoa. No caso das grávidas, a regra é a mesma. Dessa forma, o organismo se mantém saciado e a futura mamãe não exagera em nenhuma das refeições

    Foto: Shutterstock/Especial para Terra

  6. Exercícios físicos são muito bons para uma dieta saudável. Entretanto, em alguns casos, a prática pode prejudicar a gestação. Por isso, é o médico quem vai decidir se a gestante pode ou não praticar atividades físicas

    Foto: Dreamstime/Especial para Terra

  7. O corpo da mulher grávida deve estar sempre hidratado. O ideal é consumir cerca de 2 litros de água por dia

    Foto: Dreamstime/Especial para Terra

  8. Os primeiros três meses da gestação são essenciais para a formação do bebê. Por isso, durante esse período a futura mamãe deve se alimentar muito bem e com qualidade

    Foto: Shutterstock/Especial para Terra

  9. Cuidado com as frituras e com o excesso de óleo nos alimentos. Mas seu consumo moderado é imprescindível para uma dieta saudável

    Foto: Dreamstime/Especial para Terra

  10. O açúcar também deve ser consumido com moderação. Refrigerantes, biscoitos recheados, sobremesas e todos os derivados do açúcar entram nessa listinha de restrições

    Foto: Dreamstime/Especial para Terra

  11. As fibras e os legumes devem fazer parte do dia a dia de toda mulher grávida. Além de serem importantes para o bom funcionamento do organismo, ajudam a dar saciedade e a controlar o apetite

    Foto: Shutterstock/Especial para Terra

/fertilidade/foto/0,,00.html