Fertilidade
 
 

Vida e Estilo » Fertilidade » Fertilidade

 Infertilidade está ligada ao estresse, diz pesquisa
11 de maio de 2012 09h13

A medicina não tem como afirmar com toda a certeza que o estresse pode ser uma das causas de infertilidade, mas há um estudo que liga esse estado .... Foto: Dreamstime/Especial para Terra

A medicina não tem como afirmar com toda a certeza que o estresse pode ser uma das causas de infertilidade, mas há um estudo que liga esse estado emocional com a dificuldade de engravidar
Foto: Dreamstime/Especial para Terra

Mulheres que estão em tratamento para engravidar apresentam altos níveis de estresse. De acordo com Ana Rosa Detilio, há um estudo que liga a dificuldade em engravidar com esse estado emocional.

O estudo mencionado pela especialista foi publicado pela revista Fertility and Sterility, em 2010, e afirma que o estresse pode causar diminuição na fertilidade. A constatação foi feita por meio da observação de 274 mulheres britânicas, com idades entre 18 e 40 anos, que estavam tentando engravidar naturalmente. A pesquisa chegou à conclusão de que as mulheres que não conseguiam engravidar eram justamente as mais estressadas.

Por meio de um exame com amostras de saliva, os cientistas analisaram se havia a presença de uma enzima que indica altos níveis de estresse. As mulheres com grandes concentrações dessa enzima apresentaram mensalmente 12% a menos de chances de engravidar.

Segundo a pesquisa, mesmo as mulheres com níveis mais baixos de estresse tinham certa dificuldade em engravidar. Para Ana Rosa, por ser um estudo específico, é difícil afirmar que de fato essa pode ser uma causa concreta. "Trata-se apenas de uma pesquisa que faz a afirmação. Mas esse fator vem sendo mais investigado a cada dia que passa", afirma.

Estresse como causa indireta
Além da possibilidade de o estresse ser uma causa direta de infertilidade, ele também pode ser apontado como um responsável indireto do problema. "A gente pensa no estresse só como um fator emocional, mas o psíquico anda atrelado ao biológico. Uma pessoa estressada pode descontar em pequenos prazeres, como comidas gordurosas, álcool, fumo etc. São fatores que podem causar a infertilidade", diz a psicóloga.

Esses maus hábitos podem prejudicar muito a fertilidade, tanto do homem, quanto da mulher. O cigarro, por exemplo, pode fazer com que os espermatozoides sejam produzidos em menor quantidade e também tenham pior qualidade. Quando o homem para de fumar, o sintoma desaparece. Já nas mulheres, o fator tabagismo pode ser irreversível. Fumar pode causar envelhecimento precoce dos óvulos e até adiantar a menopausa.

Cross Content
  1. A medicina não tem como afirmar com toda a certeza que o estresse pode ser uma das causas de infertilidade, mas há um estudo que liga esse estado emocional com a dificuldade de engravidar

    Foto: Dreamstime/Especial para Terra

  2. Segundo a pesquisa, as mulheres com grandes níveis de estresse apresentaram mensalmente 12% a menos de chances de engravidar do que as demais

    Foto: Dreamstime/Especial para Terra

  3. O estudo afirma ainda que mesmo as mulheres que apresentavam níveis mais baixos de estresse tinham certa dificuldade para engravidar

    Foto: Dreamstime/Especial para Terra

  4. O estresse ainda pode fazer com que as pessoas desenvolvam maus hábitos de saúde. Para ter um prazer momentâneo, algumas ingerem altos níveis de gordura e outras podem fumar e beber como válvula de escape

    Foto: Dreamstime/Especial para Terra

  5. O cigarro pode trazer danos irreversíveis à fertilidade da mulher. E, no homem, fumar pode causar a diminuição na quantidade e na qualidade dos espermatozoides produzidos

    Foto: Dreamstime/Especial para Terra

/fertilidade/foto/0,,00.html

 
 
 

 
 
Últimas »