Fertilidade
 
 

Vida e Estilo » Fertilidade » Fertilidade

 Qual o grau de eficiência dos tratamentos de fertilidade?
12 de abril de 2012 08h55 atualizado às 08h58

O grau de eficiência de cada uma das técnicas de reprodução assistida varia de acordo com a complexidade do procedimento. Foto: Shutterstock/Especial para Terra

O grau de eficiência de cada uma das técnicas de reprodução assistida varia de acordo com a complexidade do procedimento
Foto: Shutterstock/Especial para Terra

Existem quatro técnicas principais de reprodução assistida que a medicina oferece para casais com dificuldades para engravidar. São elas: a relação programada, a inseminação artificial intrauterina, a fertilização in vitro (FIV) "clássica" e a fertilização in vitro com injeção intracitoplasmática de espermatozoide (ICSI). Cada uma delas é indicada para um tipo de problema. Por isso, cada uma tem um grau de eficiência diferente.

Segundo o especialista em reprodução humana e diretor-clínico do consultório Embryolife, de São José dos Campos (SP), Antônio Carlos Franco, uma maneira fácil de imaginar esses procedimentos é compará-los a degraus de uma escada. "A cada degrau que você sobe, mais alta a escada fica, certo? No caso dos tratamentos, os degraus representam um nível de complexidade. O coito programado e a inseminação intrauterina são considerados de baixa complexidade. Já os dois tipos de fertilização in vitro são considerados de alta complexidade", explica o especialista.

Alta e baixa complexidades
"Portanto, quanto mais alto é o grau de complexidade, maiores são as chances de engravidar. Isso porque os casais que são submetidos às técnicas mais complexas, normalmente, têm problemas mais graves de infertilidade", diz Franco. No entanto, a escolha por uma ou outra técnica de fertilização assistida deve ser feita pelo especialista levando em conta uma série de fatores - como as causas da infertilidade e a idade da mulher - e não apenas o grau de eficiência de cada um dos procedimentos.

De acordo com o Registro Latino-Americano de Reprodução Assistida de 2009, produzido pela Rede Latino-Americana de Reprodução Assistida (Redlara), cerca de 40 mil procedimentos de técnicas de reprodução assistida foram estudados na América Latina em 2009. Desses, cerca de 12 mil resultaram em gestações.

"A taxa de gravidez natural se divide em torno de 20% a 25% mensalmente. Ou seja, em média, os casais têm até 25% de chances de engravidar em cada ciclo. Nas duas primeiras técnicas de reprodução assistida relação programada e inseminação artificial, como não é nem um problema mais grave, a medicina procura chegar às mesmas chances da gravidez natural. Então, uma mulher e o marido que teriam 10% de chances de uma gestação, passam a ter 20%", explica o médico. "Já com as técnicas de alta complexidade os dois métodos de FIV, as chances de gravidez são maiores, porque colocamos o embrião pronto diretamente no útero da paciente. Então, dependendo da idade e do caso da infertilidade, as chances chegam a 40%", esclarece.

Mesmo com 40% de possibilidade de gestação nas técnicas de fertilização in vitro, Franco salienta que a idade da paciente influencia, e muito, no sucesso ou insucesso do procedimento. Segundo o especialista, se aos 37 anos uma mulher que esteja em ritmo frequente de tentativas não consiga engravidar, ela deve procurar uma clínica especializada.

Cross Content
Especial para o Terra
Terra
  1. Mesmo com 40% de chances de engravidar por meio da fertilização in vitro, a idade influencia no sucesso ou insucesso do tratamento

    Foto: Shutterstock/Especial para Terra

  2. As técnicas de fertilização in vitro são mais eficientes, pois a paciente recebe no útero um embrião pronto

    Foto: Shutterstock/Especial para Terra

  3. O grau de eficiência de cada uma das técnicas de reprodução assistida varia de acordo com a complexidade do procedimento

    Foto: Shutterstock/Especial para Terra

  4. O tipo de tratamento é escolhido de acordo com a causa de cada problema de infertilidade

    Foto: Shutterstock/Especial para Terra

  5. Segundo o Registro Latino-Americano de Reprodução Assistida de 2009, de cerca de 40 mil procedimentos de técnicas de reprodução assistida realizados em 2009, cerca de 12 mil resultaram em gestações

    Foto: Shutterstock/Especial para Terra

/fertilidade/foto/0,,00.html

 
 
 

 
 
Últimas »