1 evento ao vivo

Empada Frita de Salto: uma delícia regional

Além das atrações históricas e das belezas naturais, o turista que visita Salto, a 100 quilômetros da Capital paulista, não pode deixar de apreciar os sabores do tradicional quitute da cidade: a empada frita. Por se tratar de uma tradição culinária tipicamente saltense, a iguaria foi declarada bem de valor cultural para a comunidade local.

Criada na década de 40, a receita da empada frita foi passando de geração em geração, de empadeiras para aprendizes. Atualmente, muitas mulheres da cidade se dedicam ao preparo da empada e utilizam basicamente os mesmos ingredientes, preservando a tradição local.

Os recheios mais tradicionais e de maior sucesso são os de frango e de palmito, mas há ainda opções como camarão e bacalhau e novidades mais leves, como brócolis com queijo. Quem prefere doce também pode se deliciar com as empadas fritas de banana ou maçã com canela, geralmente servidas como sobremesa.

Os estabelecimentos e as empadeiras de Salto, que preparam a tradicional empada frita, ostentam, agora, um selo que garante a autenticidade da receita.

História
A data de origem da receita da empada frita de Salto permanece incerta. O que se sabe é que uma das mais conhecidas precursoras no seu preparo foi Diamantina Andriolli, mais conhecida como Dona Nena. Pesquisas indicam que na década de 1940 as empadeiras preparavam esses quitutes, já muito apreciados na época. Essas delícias caseiras eram então vendidas nas ruas da cidade por meninos que as levavam ainda quentes em cestos de vime cobertos por guardanapos de tecido.

Por mais de meio século desenvolveu-se o hábito de abastecer os bares e lanchonetes do município com as empadas nos tamanhos grande, tradicional ou pequeno, este último entregue às dúzias e centenas. O quitute também está presente na maioria das festas e eventos realizados na região.

Em agosto de 2007, a empada frita foi declarada um bem cultural de Salto por meio de decreto municipal. Anote, a seguir, a receita do quitute.

INGREDIENTES
Massa
- 2 xícaras de chá de farinha de trigo
- 4 colheres de sopa de gordura vegetal
- 4 colheres de chá de fermento em pó
- 2 colheres de chá de sal
- água (o suficiente para amaciar a massa)

Recheio
- 1 vidro de palmito
- 1 cebola pequena picada
- 1 xícara de salsinha picada
- 1 xícara de azeitonas (verdes ou pretas)
- 1 lata de ervilha
- 3 colheres de sopa de óleo
- 1 pitada de sal
- pimenta do reino a gosto
- farinha de trigo (para engrossar o recheio)

MODO DE PREPARO
Recheio
Frite a cebola no óleo quente, coloque o palmito e deixe cozinhar, coloque os demais ingredientes do recheio e engrosse com a farinha de trigo. Deixe esfriar e recheie as empadas.

Massa
Misture todos os ingredientes da massa muito bem e deixe descansar. Abra a massa nas forminhas de empada e coloque o recheio. Cubra com outra rodela de massa por cima e frite em óleo bem quente.

Serviço
Informações sobre os estabelecimentos e empadeiras que preparam a autêntica empada frita podem ser obtidas no Balcão de Turismo de Salto, nos telefones (11) 4029-4718 e (11) 4021-0530.

Em agosto de 2007, a empada frita foi declarada um bem cultural de Salto (SP)
Em agosto de 2007, a empada frita foi declarada um bem cultural de Salto (SP)
Foto: Divulgação
Fonte: Especial para Terra

compartilhe

publicidade
publicidade