Os 10 mandamentos para decorar quartos pequenos

Dois arquitetos ensinam a ampliar o ambiente e deixá-lo mais prático

atualizado às 16h32
  • separator
  •  
  • comentários

Quartos pequenos estão mais do que presentes nos projetos de casas e apartamentos. Aos desiludidos com a falta de espaço, a boa notícia é que dicas simples de decoração podem colaborar para tornar os dormitórios mais práticos e com aparência maior. Ficou interessado? Confira as sugestões dos arquitetos Sergio Astrauskiene e Gleice Cantero.

Cores claras

Cores escuras podem dar a aparência de que o quarto é ainda menor. Portanto, invista em tons claros, que conferem sensação de amplitude. O quarto de casal projetado pela arquiteta Maria Fernanda Rodrigues segue essa dica.

Foto: Divulgação

Alguns detalhes também são bem-vindos. A arquiteta Gleice explicou que uma das paredes pode contar com painéis, papel de parede, adesivos. “É interessante optar por tons mais claros. Se quiser um papel de parede com listras rosa, que o fundo seja bege, claro. Um papel todo colorido diminui o quarto”, completou Astrauskiene.

Invista em espelhos

Espelhos não servem apenas para conferir a aparência. Na decoração, têm a função de proporcionar aspecto maior aos ambientes. Uma sugestão da arquiteta Gleice Cantero é anexá-los à porta de correr do armário. Assim, não ocupam espaço na parede.

Foto: Divulgação

Cama

Gavetas na cama são uma boa opção para ambientes pequenos. Alguns modelos box já vêm com elas. Se não os encontrar, vale até apostar em um colchão box em uma cama convencional.

Foto: Divulgação

A cabeceira é um importante item de decoração, que deve harmonizar com o estilo do restante do projeto, como afirmou Gleice. Pode ser almofadada, de madeira, de ferro. A da foto, idealizada pelo designer de interiores Fábio Galeazzo, é revestida em palha de seda.

Abuse das paredes

As paredes de quartos pequenos são grandes aliadas. Abuse delas com detalhes suspensos, como mostra o ambiente da foto, projetado pela arquiteta Maricy Borges. Prateleiras e nichos colaboram com a organização.

Foto: Divulgação

Objetos e roupa de cama

O ambiente claro pode ganhar cores e detalhes por meio de tapetes, roupa de cama, almofadas, cadeira colorida, pufe, quadros. Tudo isso sem exagero, é claro, e com tonalidades complementares. Se enjoar do visual, basta trocar os objetos e tecidos. O aspecto muda sem que se gaste muito. No quarto da foto, proposto pelo arquiteto Sergio Astrauskiene, as almofadas dão um charme a mais.

Foto: Divulgação

TV

Colocar a televisão na parede, como no projeto realizado pela arquiteta Maria Fernanda Rodrigues, é uma opção para ocupar menos espaço nos móveis. “Mas tem de tomar cuidado com o que vai ligar nela. É importante que se pense onde colocar o DVD, o videogame, o aparelho da TV a cabo”, afirmou a arquiteta Gleice.

Foto: Divulgação

Porta-retratos

Porta-retratos podem incrementar a decoração e reavivar memórias. É permitido investir em molduras de modelos e tamanhos diferentes, dependendo do estilo do dono do quarto. No dormitório idealizado pela arquiteta Maria Fernanda Rodrigues, as pequenas prateleiras servem de apoio para as fotos do casal.

Foto: Divulgação

Facilite a circulação

Encher o quarto de móveis pode atrapalhar a circulação, principalmente em quartos pequenos. A arquiteta Gleice recomenda deixar corredores de pelo menos 60 cm nas laterais das camas e em frente aos armários, como fez no projeto da foto. “Em quartos de solteiro, vale encostar a cama na parede, porque se acaba ganhando espaço para circulação. Fazer isso com cama de casal não fica bom, já que quem dorme ao lado da parede tem dificuldade para se levantar.”

Foto: Divulgação

Organização

Quanto menor o ambiente, mais organizado ele deve ser, segundo a arquiteta Gleice. Objetos jogados, sem espaço para serem guardados, poluem o quarto. Por isso, os móveis precisam de um bom planejamento. O projeto da arquiteta Maricy Borges conta com local específico para os brinquedos, por exemplo.

Foto: Divulgação

Móveis

Os móveis do quarto podem ser de materiais variados, como madeira e laca. Astrauskiene recomenda a fórmica pela facilidade de limpeza. Portas de correr otimizam o espaço, assim como uma bancada de estudo ao lado da cama, que também tem a função de criado-mudo.

Foto: Divulgação

O mobiliário do projeto da foto, idealizado por Astrauskiene e executado pela empresa Resevila, é revestido com fórmica branca, sendo que algumas gavetas receberam cor diferenciada para dar um toque a mais.

Terra

compartilhe

comente

  •  
  • comentários
publicidade
publicidade