0

Casa Cor SP será "pulsante" e com foco em sustentabilidade

  • separator
  • comentários

Em evento aberto apenas para imprensa e poucos convidados, realizado na tarde deste sábado (26), o presidente da Casa Cor, Angelo Derenze, declarou aberto o maior evento de arquitetura, decoração e paisagismo das Américas e o segundo maior do mundo. No Jockey Club de São Paulo, o empresário se mostrou bastante otimista com as novidades de 2012, destacando a sustentabilidade como grande parceira deste ano em uma edição que promete ser "pulsante".

Criadores defendem sustentabilidade na abertura da Casa Cor
Criadores defendem sustentabilidade na abertura da Casa Cor
Foto: Bruno Santos/Terra

"Quando começamos a estruturar a Casa Cor, olhamos primeiro para o chão e terminamos olhando para o céu por causa do tempo, mas mais uma vez o dia está bastante ensolarado", afirmou Derenze. "Finalmente chegamos a este dia e o evento promete ser pulsante e alegre, como todos os outros", completou.

O empresário fez questão de valorizar e ressaltar a importância dos arquitetos e decoradores em seu discurso inicial, que inaugurou o evento. "Na minha opinião é a valorização do arquiteto, do decorador e do paisagista. Hoje ninguém tem dúvidas. Quando compra-se um apartamento de 50 m, contrata-se um profissional desta área. Nós fazemos parte dessa valorização, pois são valores que nasceram com a Casa Cor".

Derenze ressaltou a mudança no pensamento do brasileiro e disse que a população do País só começou a entender o ramo de arquitetura e decoração quando passou a viajar para outros países. "É normal voltar de férias com novas ideias para colocar em sua própria casa. Isso mudou muito".

Ao todo, a 26ª edição do evento apresenta mais de 90 ambientes assinados por grandes nomes da arquitetura e decoração. A estimativa da organização é receber mais de 180 mil visitantes no período entre 29 de maio e 22 de julho. Sob olhares de centenas de pessoas em um dos mais luxuosos ambientes da capital paulista, o Jockey Club, Derenze afirmou também que esses números são apenas o início de um grande ciclo que só está começando.

"Temos que pensar que apenas 6% do PIB é financeiro e imobiliário. No México, por exemplo, são 8%. Temos mais de 70 shoppings especializados em decoração  no Brasil", disse o presidente da Casa Cor.

Ao falar sobre sustentabilidade e responsabilidade social, Derenze afirmou que esses temas já são "parceiros" do tradicional evento de São Paulo. "Não é mais um tema. Isso já está em nosso DNA".

No ano passado, a parceria na área de responsabilidade social foi com a comunidade do Capão Redondo. Deste vez, Paraisópolis participará do evento na capital paulista e receberá doações dos participantes, além de apresentar sua orquestra sinfônica neste domingo. Amanhã o evento será fechado apenas para convidados e terá a presença do prefeito de São Paulo Gilberto Kassab.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade