Rainha do pop faz sucesso atuando em causas sociais

11 ago 2014
13h00
  • separator
  • comentários

Cantora, atriz, produtora e empresária, Madonna, 55 anos, se estabeleceu como um ícone do pop, sendo imortalizada por músicas como Like a Virgin, Music, Material Girl e Like a Prayer. Considerada uma das mulheres mais influentes da música, foi eleita pela revista americana Forbes como uma das artistas que mais ganharam dinheiro com música em 2013, tendo faturado US$ 125 milhões, cerca de R$ 285 milhões. Além de todo sucesso e dos mais de 300 milhões de discos vendidos, Madonna também se destaca quando o assunto é seu envolvimento com causas humanitárias.

Em visita à sua cidade natal, Detroit, em junho deste ano, a rainha do pop se comprometeu a financiar três organizações locais. Downtown Youth Boxing Gym, (Academia de Boxe do Centro da Juventude), Detroit Achievement Academy (Academia de Competências de Detroit) e Empowerment Plan, (Plano de Capacitação). “Eu fiquei profundamente inspirada pelos esforços de muitas pessoas que conheci, que têm se dedicado para ajudar crianças e adultos de Detroit retirando-as do ciclo de pobreza”, declarou ela, em seu site oficial.

Em setembro de 2013, a musa lançou o projeto online Art for Freedom (Arte pela Libertação), uma iniciativa global criada para estimular a liberdade de expressão para protestar contra a discriminação e violação dos direitos humanos no mundo. “Nunca houve um tempo mais crucial para participar e ajudar a criar mudanças no mundo como agora”, disse Madonna, em um comunicado oficial.

No mesmo ano, a cantora leiloou a obra cubista Trois Femmes à la Table Rouge (Três Mulheres na Mesa Vermelha) do artista Fernand Léger, faturando US$ 7 milhões (R$ 16 milhões). A quantia foi utilizada para financiar a educação de meninas em países do Oriente Médio. “Não podemos aceitar um mundo onde as mulheres e as meninas são mortas ou feridas porque vão à escola ou ensinam nas escolas. Desejo trocar algo de valor por algo que não tem preço: educar as meninas. A educação é poder”, explicou ela durante o evento.
 
Dedicação ao Malauí 
Em 2006, Madonna fundou a organização Raising Malawi, uma entidade sem fins lucrativos que auxilia órfãos, crianças e seus cuidadores em situação de vulnerabilidade social, no Malauí, na África, com alimentos, roupas, abrigo, educação, assistência médica especializada e apoio emocional e psicológico. Na mesma época, a cantora e empresária adotou seu primeiro filho, David Banda. Três anos depois, em 2009, Madonna adotou uma segunda criança, Mercy James.

Sua fundação ainda apoia ONG’s que oferecem oportunidades sustentáveis a famílias pobres, como a Millenium Promise (Promessa do Milênio) e a International Medical Corps (Corpo Médico Internacional). Atualmente, a artista visita a região africana regularmente para cuidar do projeto, que mantém 10 escolas no local. A cantora também é uma das madrinhas da Children Of Peace (Crianças da Paz), organização apartidária britânica, criada em 2003, que faz o intermédio de relações entre jovens palestinos e israelenses de 4 anos a 17 anos.

Fonte: Dialoog Comunicação

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade