Orlando Bloom luta pela educação e segurança das crianças

6 ago 2014
13h00
  • separator
  • 0
  • comentários

Com uma estrela recém-criada na calçada da fama, em Hollywood, nos Estados Unidos, muitos podem pensar que o reconhecimento profissional do ator britânico Orlando Bloom, 37 anos, foi tardio. Mas engana-se quem pensa que dentre suas maiores conquistas e sucessos está o papel do personagem Legolas, na trilogia O Senhor dos Anéis, ou do personagem Will Turner nas franquias de Piratas do Caribe. Há sete anos, o galã se destaca ao mostrar empenho e dedicação na luta por diversas causas humanitárias.

Com uma estrela recém-criada na calçada da fama, em Hollywood, nos Estados Unidos, Orlando Bloom, 37 anos, também coleciona sucessos fora das telas. Há sete anos, o galã se destaca na luta por diversas causas humanitárias
Com uma estrela recém-criada na calçada da fama, em Hollywood, nos Estados Unidos, Orlando Bloom, 37 anos, também coleciona sucessos fora das telas. Há sete anos, o galã se destaca na luta por diversas causas humanitárias
Foto: Frazer Harrison / Getty Images

Em abril, o artista, que é embaixador do Fundo das Nações Unidas para Infância (Unicef) desde 2009, esteve em um acampamento de refugiados na Jordânia, no Oriente Médio, para conhecer famílias sírias afetadas pela guerra civil que já dura quatro anos. “Essas crianças testemunharam uma violência extrema. E o mais aterrorizante é que elas estão se tornando uma geração perdida. Se não receberem educação, proteção e ajuda psicológica com urgência, suas dores e mágoas se transformarão em agressão daqui a alguns anos”, alertou Bloom, no site do Unicef.

Em março, o astro foi um dos oradores do We Day, movimento organizado pela ONG Free The Children (Liberte as Crianças) que busca capacitar uma geração de jovens cidadãos do mundo por meio de um programa educacional inspirador. Neste ano, o evento aconteceu na Califórnia, nos Estados Unidos, e reuniu mais de 180 mil jovens.

Ao lado de outras celebridades, o britânico deu seu apoio a IF Campaign (Campanha Se), iniciativa que queria acabar com a fome no mundo, participando do vídeo de lançamento do movimento em 2013: “O mundo produz comida suficiente pra todos. Então, por que um bilhão de pessoas estão passando fome?”, questiona ele.

Uma forte voz para as crianças mais vulneráveis
A nomeação como embaixador só veio há cinco anos, no entanto, o galã vem realizando trabalhos com o Unicef desde 2007, quando fez sua primeira visita a escolas nos distritos de Kaski e Chitwan, duas das áreas mais pobres do Nepal, na Ásia. Na ocasião, ele pode entender como os programas de água e saneamento do Unicef beneficiam as famílias locais.

Bloom também visitou o centro Krasnoselsky, em Moscou, na Rússia, que funciona como um abrigo para crianças vindas de famílias carentes. Ele esteve ainda em Sarajevo, na Bósnia e Herzegovina, na região dos Balcãs, para ver de perto a situação das crianças no país.

Sua atuação como embaixador do fundo da ONU lhe rendeu o troféu de caridade na cerimônia do Bambi Awards (Prêmio Bambi), em 2010, em Potsdam, na Alemanha. “O verdadeiro problema é o cansaço dos doadores”, diz ele. “Outra crise no Oriente Médio. Ok. Mas nós estamos falando de crianças. Todo mundo está com medo do problema, eu entendo isso, mas você não tem que ter medo de apoiar o trabalho que o Unicef está fazendo para salvar essas crianças.”

Fonte: Dialoog Comunicação
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade