Com criatividade, 'mensagens do bem' se espalham por SP

12 ago 2014
08h00
  • separator
  • 0
  • comentários

E você, já deixou seu recado gentil hoje por São Paulo? A campanha inspiradora é dos publicitários Luiz Carlos Buzetto Júnior, 24 anos e Felipe D’Souza, 27 anos. Em maio de 2013, ambos criaram o TXTURBANO, campanha colaborativa e voluntária, que convida as pessoas a escrever frases simples e diretas que provoquem sorrisos e pensamentos. Vale escrever em post it e até em adesivo, que podem ser colados em trens, metrôs, ônibus, ruas e postes.

Com lápis ou caneta a mão, você escreve um pensamento, acompanhado ao final da hashtag #TXTURBANO. Qualquer pessoa pode anotar o que quiser, e essa é a beleza do projeto, pois todas as frases têm algo que chama a atenção e inspira bons sentimentos, relatam os fundadores
Com lápis ou caneta a mão, você escreve um pensamento, acompanhado ao final da hashtag #TXTURBANO. Qualquer pessoa pode anotar o que quiser, e essa é a beleza do projeto, pois todas as frases têm algo que chama a atenção e inspira bons sentimentos, relatam os fundadores
Foto: Kichigin / Shutterstock

Com lápis ou caneta a mão, você escreve um pensamento, acompanhado ao final da hashtag #TXTURBANO. “Qualquer pessoa pode anotar o que quiser, e essa é a beleza do projeto, pois todas as frases têm algo que chama a atenção e inspira bons sentimentos”, relata Júnior.

A principal inovação do movimento é o uso das redes sociais, com as fotos dos recados sendo registradas virtualmente. “A repercussão tem sido muito boa. De uns tempos para cá, estamos recebendo muitas fotos pela página (do Facebook) e pela hashtag no Instagram, o que viraliza ainda mais nossa ação. O número de curtidas supera as 4 mil pessoas, o alcance total da fanpage chega a 10 mil usuários com o engajamento feito de maneira orgânica.”

Dentre as frases que mais chamaram a atenção dos publicitários, destaque para “O mundo dá muitas vodcas”; “Há Mari’s que vêm para o bem” e “Se fosse fácil chamava miojo”. “Se uma pessoa parar e ler um TXTURBANO que alegra o dia dela, é o suficiente para nós. Todos nós vivemos na correria, então qualquer atitude que quebre a rotina de uma maneira positiva é bem-vinda.”

Ideia vem da própria experiência
O projeto tomou forma quando D’Souza retornava do trabalho para sua casa de metrô e deixou, propositalmente, um recado no vagão. Funcionou. Com o sorriso de uma única pessoa que observou o gesto, o projeto aconteceu.

O movimento demonstra, cada dia mais, não ter fronteiras. “Muitas pessoas de outros Estados do Brasil acompanham as postagens online, e nos questionam se podem fazer um #TXTURBANO em sua cidade”, conta Júnior. “Uma delas entrou em contato perguntando se podia colar em Londres, onde ela mora atualmente. Estamos esperando uma colaboração de Nova York, feita por outro usuário.”

Fonte: Dialoog Comunicação
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade